Skip to main content

Transtorno de Personalidade Borderline: 9 sintomas comuns

Você conhece os principais sintomas que compõem o diagnóstico do TPB? Aprenda reconhece-os e o que eles significam 

O Transtorno de Personalidade Borderline (TPB) é uma condição psicológica complexa que afeta a maneira como uma pessoa pensa, sente e se comporta. Caracterizado por uma montanha-russa emocional, pessoas com TPB muitas vezes vivenciam extremos de emoções, oscilando entre o amor e o ódio, a idealização e a desvalorização de si mesmas e dos outros. Essa volatilidade emocional pode desencadear uma série de comportamentos impulsivos e relacionamentos interpessoais instáveis. 

Compreender os sintomas do TPB é essencial não apenas para identificar a condição, mas também para oferecer o suporte e tratamento adequados que possam ajudar os indivíduos a gerenciar seus desafios emocionais e viver uma vida mais equilibrada e satisfatória. Neste artigo, abordaremos os principais sintomas que atravessam a realidade de pessoas com borderline a fim de ajudar na identificação e na busca por ajuda profissional.

baixe o infográfico sobre transtorno de personalidade borderline sintomas

Como diagnosticar alguém com borderline? 

O diagnóstico do Transtorno de Personalidade Borderline (TPB) requer uma abordagem cuidadosa e abrangente por parte de profissionais de saúde mental, como psicólogos ou psiquiatras. Estes profissionais conduzem uma avaliação detalhada dos sintomas e do histórico clínico do paciente, buscando identificar padrões consistentes de comportamento e pensamento que são característicos do TPB.

O Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5), amplamente utilizado por profissionais de saúde mental em todo o mundo, fornece critérios específicos para o diagnóstico do TPB. Esses critérios incluem uma variedade de sintomas que devem estar presentes e persistirem ao longo do tempo para que o diagnóstico seja feito de forma precisa. Alguns dos critérios incluem:

  • instabilidade emocional
  • impulsividade
  • dificuldades nos relacionamentos interpessoais 
  • sensação crônica de vazio interior

Além da avaliação clínica, os profissionais de saúde mental também podem usar instrumentos de avaliação padronizados e entrevistas estruturadas para auxiliar no diagnóstico do TPB. Essas ferramentas adicionais ajudam a fornecer uma visão mais abrangente do funcionamento psicológico do paciente e a confirmar o diagnóstico.

É importante ressaltar que o diagnóstico do TPB deve ser feito por um profissional de saúde mental qualificado e experiente, pois outras condições de saúde mental podem apresentar sintomas semelhantes. Um diagnóstico preciso é fundamental para garantir que o paciente receba o tratamento e o suporte adequados para gerenciar sua condição e melhorar sua qualidade de vida.

Quais são os 9 sintomas do borderline? 

1) Medo do Abandono

Pessoas com TPB frequentemente têm um medo intenso de serem abandonadas por pessoas significativas em suas vidas. Esse medo pode levar a comportamentos extremos para evitar o abandono, como tentativas desesperadas de manter relacionamentos, mesmo quando não são saudáveis, ou medo excessivo de ficarem sozinhas.

2) Instabilidade nos Relacionamentos

Os relacionamentos interpessoais de pessoas com TPB são frequentemente caracterizados por uma alternância entre idealização e desvalorização dos outros. Elas podem idolatrar uma pessoa em um momento e, em seguida, desvalorizá-la intensamente em outro, levando a relacionamentos turbulentos e instáveis.

3) Mudanças de Humor Súbitas e Intensas

As emoções de uma pessoa com TPB podem mudar rapidamente e de forma intensa, indo de extremos de euforia a profunda tristeza ou raiva em um curto período de tempo. Essas mudanças de humor podem ser desencadeadas por eventos aparentemente triviais e podem ser difíceis de controlar.

4) Comportamentos Impulsivos

Pessoas com TPB frequentemente se envolvem em comportamentos impulsivos e arriscados, como gastos excessivos, abuso de substâncias, relações sexuais sem proteção, direção perigosa e outros comportamentos prejudiciais à saúde e segurança.

5) Sentimentos de Vazio

Uma sensação crônica de vazio interior é comum em pessoas com TPB. Mesmo quando estão rodeadas por outras pessoas ou envolvidas em atividades, elas podem se sentir profundamente vazias e carentes, buscando constantemente algo para preencher esse vazio emocional.

6) Raiva Incontrolável

Dificuldade em controlar a raiva é comum em pessoas com TPB. Elas podem experimentar acessos de raiva intensos e explosivos, muitas vezes desproporcionais à situação, o que pode levar a conflitos interpessoais e problemas de relacionamento.

7) Ideação e Comportamento autodestrutivos

Pensamentos autodestrutivos recorrentes e tentativas de concretizar esses pensamentos são preocupações sérias em pessoas com TPB. Esses comportamentos podem ser uma forma de lidar com a dor emocional intensa que enfrentam e exigem intervenção imediata e apoio profissional.

8) Dissociação

A dissociação é uma experiência na qual a pessoa se desconecta da realidade, sentindo-se desconectada de si mesma, de seus pensamentos e de seu ambiente. Esses episódios podem ser desencadeados por situações estressantes ou traumáticas e podem levar a uma sensação de irrealidade ou despersonalização.

9) Instabilidade da Identidade

Pessoas com TPB muitas vezes têm uma falta de senso de identidade estável. Elas podem experimentar mudanças frequentes em sua autoimagem, objetivos de vida, valores e preferências, levando a uma sensação de confusão e falta de direção na vida.

agende uma consulta para borderline

Como é a crise de um borderline? 

Durante uma crise, um indivíduo com Transtorno de Personalidade Borderline (TPB) pode vivenciar uma intensificação significativa dos sintomas que caracterizam sua condição. A impulsividade pode se tornar ainda mais pronunciada, levando a decisões impulsivas e arriscadas que podem ter consequências graves para sua saúde e bem-estar. A raiva, já presente, pode se tornar explosiva e difícil de controlar, colocando em risco os relacionamentos interpessoais e até mesmo a segurança física do próprio indivíduo e dos outros ao seu redor.

Ademais, durante uma crise, os pensamentos autodestrutivos podem se tornar mais frequentes e intensos, representando um risco iminente para a vida do indivíduo. Esses pensamentos podem ser uma expressão da intensa dor emocional que a pessoa está enfrentando e exigem uma intervenção imediata e cuidadosa por parte de profissionais de saúde mental.

Durante esses períodos difíceis, é fundamental oferecer apoio compassivo e buscar ajuda profissional qualificada. Profissionais de saúde mental podem ajudar a pessoa a navegar pela crise, oferecendo estratégias de enfrentamento eficazes, apoio emocional e, quando necessário, intervenção médica ou hospitalização para garantir a segurança do indivíduo. Amigos e familiares também podem desempenhar um papel importante no apoio ao indivíduo durante esses momentos, oferecendo amor, compreensão e encorajamento para buscar ajuda profissional.

Conclusão

O Transtorno de Personalidade Borderline (TPB) não apenas afeta a vida diária e os relacionamentos de quem o enfrenta, mas também pode trazer consigo um grande peso emocional. As oscilações intensas de humor, impulsividade, medo constante de abandono e a sensação de vazio interior podem criar um cenário desafiador para aqueles que vivem com essa condição. 

O TPB pode interferir significativamente na capacidade de uma pessoa funcionar no trabalho, na escola e nas relações sociais, além de aumentar o risco de problemas de saúde mental, como depressão e ansiedade.

No entanto, é importante entender que o TPB não é uma sentença definitiva. Com o tratamento adequado e o apoio necessário, é possível aprender a gerenciar os sintomas do TPB e levar uma vida mais equilibrada e satisfatória. A terapia é frequentemente uma parte essencial do tratamento, fornecendo um espaço seguro para explorar e entender os padrões de pensamento e comportamento associados ao TPB, além de aprender estratégias eficazes de enfrentamento.

Nunca é tarde para procurar ajuda. Se você ou alguém que você conhece está lutando contra os desafios do TPB, é fundamental não hesitar em buscar ajuda de um profissional de saúde mental qualificado. Por isso, entre em contato e agende já uma sessão.

Consulte um psicólogo
Marisa de Abreu Alves | Psicóloga CRP 06/29493

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.

Artigos


Fique por dentro das últimas novidades em temas de psicologia e psicoterapia!

Bipolaridade tipos

Bipolaridade: tipos, diferenças e opções de tratamentos

Transtorno de Personalidade Borderline sintomas

Transtorno de Personalidade Borderline: 9 sintomas comuns

Bipolaridade sintomas

Bipolaridade: sintomas, causas e impactos psicológicos

Bipolaridade

Bipolaridade: 5 fatos sobre crises de depressão e mania