Para agendar sua consulta
entre em contato:
(11) 3262-0621 / (11) 99787-4512.

Atendimento on-line ou presencial na região da Av Paulista. Rua Bela Cintra, 968. - (11) 3262-0621 - Agendamento pelo WhatsApp (11) 99787-4512

  • Início
  • Bullying: o que é e como identificar esse tipo de violência

Bullying: o que é e como identificar esse tipo de violência

Como qualquer outra forma de violência, os impactos causados pelo bullying devem ser levados em consideração, pois tem implicações diretas no desenvolvimento de crianças e adolescentes, podendo se estender para a vida adulta de cada uma dessas pessoas. 

Muitas vezes esses danos são negligenciados ao passarem despercebidos, isso porque em sua maioria são danos psicológicos. Por esse motivo, é enfatizada a importância de falar sobre este tipo de violência e como ela pode afetar as pessoas. 

 Baixar E-book!

O que é Bullying?

O Bullying é uma forma de violência, na qual uma pessoa ou grupo usará características específicas de alguém para fazer brincadeiras maldosas, desprezar e humilhar a partir disso. Esse tipo de violência em sua maioria é verbal, fazendo uso da violência psicológica, por exemplo, mas não se limita a este modelo, podendo também ter aspectos de violências físicas. O ponto central do Bullying é o uso de características pessoais como alvo de piadas. Algumas dessas características podem ser:

  • Aparência física;
  • Estatura física;
  • Classe Social;
  • Idade;
  • Modos de se expressar;
  • Peso;

Entre outros estereótipos que fogem de uma padrão socialmente estabelecido.

Quais são os efeitos do Bullying?

Como mencionado, um dos âmbitos mais afetados é o psicológico. Esse tipo de violência acontece com frequência em espaços escolares, embora não se limite a eles. 

Os episódios não são isolados, podendo ocorrer diversas vezes durante o período escolar. Com isso, um determinado grupo cisma com alguém e direciona os mais diversos comentários ofensivos para esta pessoa. Diante disso, é possível traçar alguns dos danos psicológicos causados pelo Bullying:

  • Insegurança;
  • Introversão;
  • Dificuldade em socializar;
  • Impactos na percepção da própria imagem;

Podendo se converter em alguns transtornos e síndromes como:

  • Depressão;
  • Ansiedade;
  • Fobia Social;
  • Pânico;

Entre outras comorbidades.

Além disso, não é incomum que pessoas vítimas do Bullying a fim de criarem uma estrutura psíquica de defesa, ocupem posteriormente um lugar de agressor. Essa é uma inversão da posição daquele que em um momento inicial foi violentado, agora tornando-se o violentador. Essa pode ser uma forma de tentar lidar com o sofrimento causado, entretanto, a repetição desse ciclo pode ser danosa para todos os envolvidos. 

Sinais de que seu filho pode estar sendo vítima de Bullying

Apesar de muitas vezes esse tipo de violência passar despercebida pelas pessoas responsáveis pela criança ou adolescente, vale a pena se atentar a alguns sinais que podem dar indícios de algo está acontecendo:

  • Queda no Rendimento Escolar;
  • Alimentação reduzida ou excessiva;
  • Comportamentos agressivos;
  • Comportamentos introvertidos;
  • Dificuldade na socialização;
  • Dificuldade na interação familiar;

Se atentar a alteração destes comportamentos é interessante observar possíveis sinais de que algo não está bem, mas lembre-se que cada criança e adolescente reagirá de uma forma ao bullying, por isso, não se limite apenas a esses fatores. 

Como conversar com adolescentes sobre Bullying?

É importante que você esteja ciente de que muitas vezes, devido aos constrangimentos e até mesmo chantagens, a criança ou adolescente, não se sentirá confortável em expor que está passando por esse tipo de situação. Por esse motivo, é importante a introdução do assunto em casa, nas escolas e em outros contextos possíveis, para que tanto seu filho como outros adolescentes possam em primeiro lugar ter conhecimento sobre esse tipo de violência, assim como, ter noção dos diversos danos que ela pode causar na vida pessoal e social de cada pessoa.

Outro aspecto importante a ser levado em consideração é o modo como os adolescentes interagem atualmente, com isso, você pode tentar se aproximar para conversar fazendo uso de linguagens de fácil compreensão, usando exemplos de mídias sociais e conteúdo que eles habitualmente podem estar consumindo. Essa é uma forma interessante de se aproximar e se comunicar com eles, criando um vínculo e tendo abertura para um diálogo minimamente seguro e confortável, proporcionando assim um ambiente acolhedor, mas sem perder a seriedade do assunto. 

Agendar consulta

Como reduzir os impactos do Bullying?

A melhor forma de reduzir os impactos do Bullying, é evitando que essa violência aconteça. Por isso, enfatiza-se a importância da propagação de informações sobre os danos e impactos causados por ele. 

Essas informações podem ser transmitidas através de rodas de conversa em escolas, palestras, conteúdos expostos em redes sociais, podcasts, entre tantos outros espaços que os adolescentes possam estar frequentando presencial ou virtualmente. 

Por outro lado, ao pensar em um contexto no qual a violência já ocorreu e foi identificada, percebendo alguns dos impactos, é interessante buscar uma ajuda profissional, que possa orientar e trabalhar os danos psicológicos que ficaram registrados na criança ou adolescente. Por isso, não hesite e busque ajuda com profissionais qualificados. Marque uma consulta conosco.

ImprimirEmail

Marisa de Abreu Alves
Psicóloga
CRP 06/29493


psi2

Escolha Aqui seu Psicólogo - Quanto Custa a Psicoterapia? - Informações Gerais
Consulta com Psicólogo - Agende Aqui

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.
Escolha aqui seu Psicólogo
Quanto custa a psicoterapia
Informações gerais
Consulta com psicólogo
Agende
aqui

AGENDE SUA CONSULTA

(11) 3262-0621 / Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Unidade Paulista

Rua Bela Cintra, 968
(Av. Paulista)