Unidade I: Rua Bela Cintra, 968 (Av. Paulista) São Paulo / Unidade II: Rua Frei Caneca, 33 - Centro, São Paulo / Fone central: (11) 3262-0621

Mau Olhado existe?

AddThis Social Bookmark Button
Mal Olhado - Entrevista à TV Cultura
PORQUE AS PESSOAS ACREDITAM EM MAL OLHADO?
A crença no mal olhado só existe porque dá alivio pra pessoa. Isso significa que todo supersticioso é um grande ansioso.
Por exemplo, acreditar que seu namorado foi embora porque a prima colocou mal olhado, te dá uma sensação de “Ufa! Não fui eu que errei, e nem foi meu namorado era ruim, foi minha prima que colocou mal olhado”. Isso alivia a dor da perda desse namorado. Mas, o lado ruim da estória é que você não vai aprender a selecionar melhor o próximo namorado, nem vai ajudar a se relacionar melhor com os próximos namorados.
É um mecanismo de defesa, é uma tentativa ansiosa de se proteger de danos que a pessoa acredita que estão sendo causados por outras pessoas. O que é muito ruim, porque tira de si mesmo a responsabilidade do que acontece em sua própria vida. O grande problema é que ele pode é acabar produzindo uma profecia auto-realizadora. Por exemplo, a pessoa que vai a uma entrevista de emprego mas acredita que a vizinha lhe botou mal olhado para que ela não seja aprovada nesta empresa. Esta pessoa acaba se boicotando na entrevista, não responde as perguntas conforme a capacidade que tem, e quando é reprovada acredita que o responsável foi o mal olhado do outro e não seu comportamento disfuncional.
A superstição faz a pessoa se entregar a rituais que acredita que magicamente vão eliminar o mal olhado, só que estes rituais não ajudam em nada para que ela se torne uma pessoa melhor.

mal olhadoPORQUE AS PESSOAS ACREDITAM EM MAU OLHADO?

A crença no mau olhado existe porque oferece alivio à pessoa angustiada com as incertezas da vida. Isso significa que o supersticioso normalmente é suma pessoa que tenta controlar sua ansiedade.
Por exemplo, acreditar que seu namorado foi embora porque a prima colocou mal olhado dá uma sensação de “Ufa! Não fui eu que errei, e nem foi meu namorado era ruim, foi minha prima que colocou mal olhado, portanto a culpa é dela”. Isso alivia a dor da perda desse namorado. Mas, o lado ruim de acreditar em mau olhado é que você não vai aprender a selecionar melhor o próximo namorado, nem vai aprender a se relacionar melhor com os próximos namorados.
É um mecanismo de defesa, é uma tentativa ansiosa de se proteger de danos que acredita que estão sendo causados por outras pessoas. O que é muito ruim, pois tira de si mesmo a responsabilidade do que acontece em sua própria vida. O grande problema é acabar produzindo uma profecia auto-realizadora. Por exemplo, a pessoa que vai a uma entrevista de emprego mas acredita que a vizinha lhe botou mau olhado para que ela não seja aprovada nesta empresa. Esta pessoa acaba se boicotando na entrevista, não responde as perguntas conforme a capacidade que tem, e quando é reprovada acredita que o responsável foi o mau olhado do outro e não seu comportamento disfuncional.
A superstição faz a pessoa se entregar a rituais que acredita que magicamente vão eliminar os obstáculos da vida, só que estes rituais podem não ajudar para que ela se torne uma pessoa melhor.

Gostará de ler também:

superstiçãoPorque existe superstição

 

 

crençasO que são crenças

agende sua comsulta Escolha aqui seu Psicologo
Quanto custa a psicoterapia e informações gerais


Consulta com psicólogo - Agende aqui


*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.

Psicólogo Responde

Agende uma Consulta

marcar_consulta

Cómo chegar

Unidade I: Rua Bela Cintra, 968, São Paulo ( Veja o mapa )

Unidade II: Rua Frei Caneca, 33, São Paulo ( Veja o mapa )

Fone central: (11) 3262-0621

Compartilhe!