Para agendar sua consulta
entre em contato:
(11) 3262-0621 / (11) 99787-4512.

Unidade I: Rua Bela Cintra, 968 (Paulista) - Unidade II: Rua Frei Caneca, 33 (Consolação) - (11) 3262-0621 - Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Falando com filhos sobre drogas

Psicologo para conversar sobre drogasComo falar com os filhos sobre drogas?

Creio que funciona melhor quando os pais sentem a prontidão e a receptividade do filho para tocar no assunto. Ao entender e respeitar tanto o ritmo como a capacidade de absorção de informações, conforme a idade ou grau de maturidade do filho, pode ser possível inserir informações que sejam introjetadas de maneira tranquila e natural.

É possível que os filhos deem mais atenção a conversa sobre drogas com os pais quando percebem seus pais como pessoas com mais experiências válidas e que merecem ser observadas. Vejo esta situação ocorrer em filhos que admiram seus pais e consideram importantes suas colocações, não só as relacionadas com uso de drogas.

Os pais podem aproveitar o momento onde o assunto entrou em pauta, como por exemplo uma cena na novela ou filme, ou pode criar um momento específico para este tema. Creio que quando os pais estabelecem um momento específico para esta conversa, e não quando fala de forma passageira ou incluindo o tema em outras conversas, o assunto pode ser percebido como de maior importância e poderá ser memorizado com mais intensidade.

Acredito no equilíbrio das colocações, talvez não seja interessante os pais se colocarem como perfeitos, que nunca usariam drogas nem como pessoas que erraram demais e não querem que seus filhos façam a mesma coisa (quando isto não for verdade).

Exagerar e mentir dizendo que drogas só causam mal estar pode não funcionar pois é possível que o filho tenha recebido informações de que tal droga oferece muita sensação de bem estar. Talvez possa ser útil informar que as drogas viciam justamente por causar sensação de bem estar momentânea, mas os riscos de dependência e todo o prejuízo que pode vir a seguir não compensaria este bem estar inicial.

Quando a criança pergunta sobre drogas, o que fazer?

Creio que o melhor seria responder de forma clara e tranquila, passando as informações corretas sobre o assunto. Se a criança perguntou é porque este tema já faz parte de seu universo de alguma maneira. Talvez tenha visto na televisão, talvez algum amigo falou algo a respeito, talvez tenha ouvido conversa dos adultos. Acredito que aproveitar a curiosidade da criança seria usar o melhor momento para que o assunto seja abordado, pois é possível que ao tentar introduzir o assunto em momentos nos quais a criança não pareça interessada pode atrapalhar a possibilidade de faze-la entender a real importância do tema.

Claro que cada pai sabe da sua facilidade, ou não, em falar no assunto. Caso se perceba com muita dificuldade poderia receber ajuda de um profissional, por exemplo existem psicólogos especialistas em dependência química que podem ajudar nesta orientação.

Alguns amigos do filho são usuários, como reagir?

Um dos grandes medos dos pais seria ter seus filhos influenciados pelos amigos. Na verdade pode ser muito difícil identificar a possibilidade de uso de drogas por todos os amigos dos filhos, mas quando isso ocorre os pais podem usar a oportunidade para falar sobre drogas com seus filhos. Pode ser interessante que estes pais se informem antes de conversar, leiam a respeito ou procurem ajuda profissional.

Alguns pais se sentem tentados a proibir que seus filhos continuem a amizade com estes usuários de drogas. Conforme a idade, por exemplo com filhos menores, pode ser que dê resultado retirar de perto da criança pessoas que possam passar informações errôneas sobre drogas. Mas isto deve ser feito com cuidado para não haver efeito rebote, ou seja, estes amigos se tornarem mais interessantes ainda justamente por serem proibidos.

Em algumas situações pode ser que dê mais resultado aproveitar o momento e ensinar aos filhos que independente das decisões de seus amigos cada um deve fazer suas escolhas conforme seus valores pessoais, ou seja não usar drogas para se enturmar.

Qual é a idade para os pais conversarem sobre drogas com os filhos?

Não há, cada pai deve observar a prontidão de seu filho para entender o assunto, os riscos que ele corre de entrar em contato com drogas conforme o ambiente no qual convive, a curiosidade dele sobre o assunto, etc.

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

Como saber se o filho usa droga?

Algumas vezes pode haver indícios como alterações de comportamento por exemplo ficar mais reservado em relação a alguns assuntos, alterações no humor, alterações na saúde, etc. Mas tudo isso pode significar outras coisas também, creio que o mais interessante seria que este pai consulte um psicólogo especialista em dependência química para que o profissional possa avaliar as particularidades de cada caso, pois receitas prontas não costumam ser fidedignas.

Como tratar um filho usuário de drogas?

Há profissionais com experiência em dependência química que podem orientar quanto ao tipo de tratamento necessário para cada caso, ou seja se ele percebe necessidade de internação, de atendimento psicológico em consultório, a participação da família no tratamento, do acompanhamento com médicos, etc.

Marisa de Abreu Alves
Psicóloga
CRP 06/29493


psi2

Escolha aqui seu Psicólogo - Quanto custa a psicoterapia? - Informações gerais
Consulta com psicólogo - Agende aqui

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.
Escolha aqui seu Psicólogo
Quanto custa a psicoterapia
Informações gerais
Consulta com psicólogo
Agende
aqui

AGENDE SUA CONSULTA

(11) 3262-0621 / Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Unidade I

Rua Bela Cintra, 968
(Av. Paulista)

Unidade II

Rua Frei Caneca, 33
Centro - SP