Para agendar sua consulta
entre em contato:
(11) 3262-0621 / (11) 99787-4512.

Unidade I: Rua Bela Cintra, 968 (Paulista) - Unidade II: Rua Frei Caneca, 33 (Consolação) - (11) 3262-0621 - Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Controle emocional

Cada pessoa tem sua história de vida, Por exemplo: um apesar de ter boa formação, não consegue engrenar na carreira, procura emprego exaustivamente e nada dá certo; outro acumula desaforos, não sabe reagir e, quando se dá conta, acaba explodindo de forma que a situação fica ainda pior; outro se sente mal com ele mesmo desde que acorda até a hora de ir dormir; outros têm dificuldade em ter relacionamentos legais, sofrem com a solidão, etc

Psicólogo para tratar descontrole emocional

Percebo em todas as pessoas destes grupos um ponto em comum: estão sendo conduzidos por emoções muito ruins.

Antigamente se pensava que nosso cérebro se desenvolvia até uma certa idade e depois se mantinha fixo pro resto da vida. O que imperava era o ditado: “Não se pode ensinar truques novos para cães velhos”.

Mas hoje já se sabe que o cérebro se reestrutura o tempo todo. Cada vez que você vive uma emoção forte, as células do seu cérebro desenvolvem uma conexão, e essa conexão vai ficando cada vez mais forte conforme você repete aquela emoção ou ato, e vai ficando cada vez mais provável repetir aquela emoção ou ato porque foi construido uma conexão forte. Isto é a aprendizagem. E quanto maior a emoção, mais forte fica a conexão.

Isso significa que se em algum momento, por exemplo, você se sentiu vítima, cada vez que você repete o sentimento de vitima pode ir ficando cada vez mais fácil você se sentir vitima em novas situações, mesmo que não tenha sido vitimado. Se você foi agredido algumas vezes, pode ser mais fácil sentir-se agredido, mesmo que não tenham sido tão agressivos assim com você. Isso é o que se chama memória associativa.

Você associa as coisas que estão acontecendo agora com você com as que aconteceram no passado, e muitas vezes não tem nada a ver uma coisa com a outra.

O problema dessa memória associativa é que quando se percebe algo que está acontecendo agora, no presente, podemos levar em conta a informação que já estava guardada na memória emocional e passar a lidar com atual como se fosse o passado.

Revisão dos pensamentos internos

É possível quebrar essas cadeias de associações, e a chave está na capacidade do nosso cérebro em formar novas conexões neurais. Por isso é importante saber que seu cérebro não está estacionado, ele pode formar novas redes neurais, ou seja novas idéias, novos conceitos e novas formas de perceber e interpretar o mundo.

Considero importante ser metacognitivo: pensar sobre os seus pensamentos. Ser observador de si mesmo e aprender sobre si mesmo, se conhecer.

Observador de si mesmo é aquele que conscientemente, decide se afastar do seu comportamento habitual e permite-se novas possibilidades.

Leva a vida ou deixa a vida te levar?

Considero interessante observarmos como levamos a vida. O problema de deixar a vida te levar é que às vezes ela te leva para onde você não quer ir. Pare um pouco agora e pense, você deixa de fazer coisas porque tem receio do que podem pensar de você? Fica louco da vida quando é cobrado? Você faz planos de vingança contra aquele que falou mal de você? Você deixa de almoçar naquele restaurante legal porque se acha gorda ou porque acha que você “não combina” com o lugar? Morre de raiva do colega de trabalho que faz menos que você e ganha a mesma coisa? Não gosta de ganhar presentes porque acha que vai ficar na obrigação de dar também? Deixa de ir à festa porque acha que lá só tem gente “aparecida”?

Será que estamos vivendo no automático? Não fomos donos dos nossos sentimentos? Estamos sendo reativo em vez de criativo?

Emoções

As emoções são necessárias para a fixação da memória. Você já deve ter percebido que uma coisa é mais memorável, você lembra mais dela quanto mais emocionante foi.

É por isso que os traumas são causados por situações emocionalmente fortes.

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

Preconceitos

Observei que a maioria das pessoas não se considera preconceituosa por considerar preconceito apenas o não gostar de pessoas de outras etnias. Mas preconceito também pode ser olhar para uma pessoa bem vestida e chamá-la de arrogante, pois pode estar associando a pessoa que está agora na sua frente com idéias pré formadas, aceitou sem questionar que pessoas que cuidam bem do visual são pessoas fúteis. Ou seja, está se deixando levar pelo seu automático.

George Bernard Shaw tem uma frase ótima: “Quem tem sucesso é quem se levanta e procura as circunstancias que deseja e, quando não consegue encontrá-la, trata de criá-las.”

Psicólogo especialista em descontrole emocional seria aquele que oferece o máximo de atenção e dedicação a cada caso.

Fonte: Suzana Herculano-Houzel Site A neurocientista de plantão

 

Tópicos

Emoções psicologia

O que é inteligencia emocional

Sobressair emocionalmente

Gerir emoções

Como controlar a raiva

Controle emocional

Como controlar as emoções

Educação emocional

O que é equilíbrio emocional

Estabilidade emocional

Como ter autocontrole

Autocontrole emocional

Pessoa racional

Como ter controle emocional

Autoconhecimento emocional

Embotamento emocional

Crise emocional

Como ter equilíbrio emocional psicologia

Como ser racional

Controlar es emoções

Como ter autocontrole

Como manter o equilíbrio emocional

Habilidade emocional

Como controlar o emocional

psi2

Escolha aqui seu Psicólogo - Quanto custa a psicoterapia? - Informações gerais
Consulta com psicólogo - Agende aqui

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.
Escolha aqui seu Psicólogo
Quanto custa a psicoterapia
Informações gerais
Consulta com psicólogo
Agende
aqui

AGENDE SUA CONSULTA

(11) 3262-0621 / Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Unidade I

Rua Bela Cintra, 968
(Av. Paulista)

Unidade II

Rua Frei Caneca, 33
Centro - SP