Para agendar sua consulta
entre em contato:
(11) 3262-0621 / (11) 99787-4512.

Unidade I: Rua Bela Cintra, 968 (Paulista) - Unidade II: Rua Frei Caneca, 33 (Consolação) - (11) 3262-0621 - Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Adolescentes independentes?

Psicologo para tratar adolescente independente

Entrevista cedida para Revista Atrevidinha

Independência na adolescência

Como avaliar se o adolescente está pronto para ser independente?

A independência é um processo gradual, não há uma data específica, nem uma idade específica, onde se identifica de um dia para o outro a certeza de que o adolescente está pronto para ser independente. Desde que o bebe nasce vai demonstrando e recebendo oportunidades para exercer sua independência. Um dos primeiros atos de independência seria segurar a mamadeira sozinho, daí por diante em cada fase, cada criança, de mostra pronta.

Creio que os pais também devem se perceber prontos para permitir a independência dos filhos em cada uma destas fases, pois é possível que uma criança pronta para comer sozinha, por exemplo, não receba esta oportunidade devido ao fato de seus pais imaginarem que perderão o vínculo.

Quando se fale de independência do adolescente talvez as pessoas estejam se referindo a algo maior como por exemplo ter a chave de casa, sair para festas sozinhos e voltar tarde, decidir sozinhos pela aquisição de seus pertences, opinar quanto à escola e cursos, etc. Também nesta fase é importante que tanto o jovem como seus pais estejam prontos, tanto para não entregarem responsabilidades antes da hora como também para não prenderem demais seus filhos sob o risco de se tornarem dependentes.

Na adolescência costuma haver mais questionamento por parte dos filhos, mais comparação com o que é permitido aos seus amigos, mais solicitações de independência para ações que os pais ainda não “testaram”. Talvez seja esta insegurança quanto ao resultado que faz os pais serem reticentes em permitir maior independência aos adolescentes. Um adolescente que nunca saiu de casa com, por exemplo, o cartão de credito do pai para realizar, sozinho, uma compra de maior valor pode deixar o pai bastante apreensivo com possíveis compras inúteis, vendedores que poderão ludibriar o adolescente, perda do cartão, etc.

Acredito que se os pais derem passos pequenos a cada vez, observando resultados, reforçando as orientações a cada etapa, podem percebem o quanto podem avançar a cada vez aumentando as responsabilidades.

Caso os pais não consigam lidar com estes passos pequenos um psicólogo pode ajudar de várias formas, conforme a necessidade, talvez uma terapia de família, talvez apenas os pais ou o filho frequente a terapia, conforme avaliação e orientação do psicólogo.

O próprio adolescente pode avaliar a si mesmo para identificar se está pronto para ser mais independente colhendo informações tanto com seus pais como com outros adultos responsáveis sobre os possíveis riscos que o dia a dia oferece, pois a independência está intimamente ligada aos perigos. Por exemplo, uma pessoa estará pronta para voltar tarde para casa quando souber, e tiver condições, de se prevenir dos riscos envolvidos na noite. Ou, em outro exemplo, um pré-adolescente estará pronto para ser independente em relação as suas tarefas de casa quando não houver risco de deixar de fazer estas tarefas e assim prejudicar seu desempenho escolar.

Qual a melhor maneira do adolescente conquistar independência?

Mostrando responsabilidade. Mostrando com atos e não apenas palavras, que consegue se importar com suas responsabilidades e está atenta as consequências negativas em não cumpri-las.

Não vamos esquecer que responsabilidade implica em conseguir resolver sozinha questões importantes do dia a dia como por exemplo elaborar sua comida, deixando a cozinha em ordem e pensando na outras pessoas que também precisarão se alimentar.

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

Caso a adolescente tenha pisado na bola com os pais, qual a melhor forma de reconquistar a confiança?

Pode ser difícil, depois de pisar na bola, em reconquistar a independência com discurso que tente provar que merece nova chance, mas talvez uma coisa a fazer seria compensar a pisada na bola, dando tempo ao tempo, e praticar muitas atividades as quais mostrarão que aquele foi um caso isolado, que aprendeu com o ocorrido e pretende prestar mais atenção para que as coisas deem certo na próxima vez.

Importância de aprender a ser independente desde cedo?

A vida pode exigir que contemos com nós mesmos em primeiro lugar. Claro que é muito bom poder contar com as pessoas, principalmente as que amamos, mas nem sempre elas poderão estar disponíveis, cada vez mais a vida está corrida e as pessoas, por mais boa vontade que tenham, acabam não tendo condições de ajudar tanto quanto gostariam.

Além do mais a independência pode ser fundamental para que, ao longo da vida, a pessoa obtenha sucesso tanto na vida profissional como pessoal, pois através da independência é possível desenvolver autonomia e pro-atividade.

Benefícios que a independência traz?

Independência pode trazer alguns benefícios emocionais, como por exemplo a autoestima, pois não há nada melhor do que sentir orgulho de si mesmo percebendo-se capaz de resolver questões importantes. A sensação de auto realização é muito gratificante e também pode ajudar no melhor relacionamento com outras pessoas, pois quem consegue cuidar de si mesmo poderá também, eventualmente, ajudar outras pessoas, e assim ampliar o nível de relacionamento interpessoal.

O que fazer para convencer os pais a deixá-la dormir na casa da amiga, por exemplo?

Mostrar aos pais, colhendo informações verdadeiras, quanto a segurança deste evento. Mas deve também aprender a respeitar a posição dos pais e entender que nem sempre suas certezas batem com o conhecimento e informações aprendidas pelos pais, ou seja, o adolescente pode “ter certeza absoluta” de algo, mas esta certeza pode estar fundamentada na pouca informação que tem do mundo, portanto a confiança nos pais pode ser fundamental.

Como fazer com que a adolescente sair sem a presença de um adulto?

Pode ser importante que este adolescente conheça seus pais, verificar que dificilmente eles impedem a saída sem um adulto por maldade, os pais costumam preservam seus filhos do que poderia acontecer de pior. Quando um pai proíbe de sair sozinha com amigos talvez esteja inseguro quanto a possibilidade deste filho defender-se dos perigos, tais como: atravessar a rua, não comprar coisas que não necessita, não consumir produtos que possam fazer mal, não experimentar drogas, não se deixar levar pelo amigo que menospreza o adolescente mais prudente, proteger-se de possíveis assaltos, iniciar prematuramente atividades que ainda não seria adequado à idade etc. Sabendo disso, a melhor forma de convencer seus pais seria, em primeiro lugar estar consciente de que será capaz de lidar com todas estas possíveis ocorrências. Estando pronto para uma conversa franca, aberta e inteligente com seus pais sobre este assunto deve estar também consciente da possibilidade, e aceitação, da não permissão para este evento, pois os pais ainda são os responsáveis legais.

Quais situações nas quais os adolescentes desejam conquistar mais independência?

O adolescente poderá tentar ser independente em toda e qualquer atividade possível da vida. Pais poderão ser ser prudentes e avaliarão da melhor forma possível quando poderão permitir. Talvez estes pais pequem algumas vezes em liberar atividades as quais seus filhos ainda não estavam prontos, talvez segurem e não permitam por mais tempo que o necessário para outras atividades, na verdade os pais também aprendem a cada momento. Creio que faz parte do amadurecimento do adolescente entender o que é ser adulto e responsável entendendo seus pais e a forma de pensamento, filosofia de vida, raciocínio e valores de seus pais.

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

psi2

Escolha aqui seu Psicólogo - Quanto custa a psicoterapia? - Informações gerais
Consulta com psicólogo - Agende aqui

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.
Escolha aqui seu Psicólogo
Quanto custa a psicoterapia
Informações gerais
Consulta com psicólogo
Agende
aqui

AGENDE SUA CONSULTA

(11) 3262-0621 / Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Unidade I

Rua Bela Cintra, 968
(Av. Paulista)

Unidade II

Rua Frei Caneca, 33
Centro - SP