Para agendar sua consulta
entre em contato:
(11) 3262-0621 / (11) 99787-4512.
  • AGENDAR AGORA

    AGENDAR AGORA

Atendimento on-line ou presencial na região da Av Paulista. Rua Bela Cintra, 968. - (11) 3262-0621 - Agendamento pelo WhatsApp (11) 99787-4512

Como lidar com os desafios do isolamento social?

 

 

O isolamento social é uma medida geralmente indicada para quem exibe sintomas ou suspeita ter contraído o novo coronavírus para evitar o contágio, mutação e fortalecimento do vírus e consequente prolongamento da pandemia.

No entanto, é preciso acrescentar que mesmo diante dos benefícios do isolamento social à reboque vêm efeitos sobre a nossa saúde mental.

Alguns estressores durante o isolamento social podem ser: afastamento de familiares e amigos, a constante incerteza quanto à duração desse isolamento, o acúmulo de tarefas como estudo, trabalho, supervisão do estudo de filhos, cuidados com membros enfermos da família em casa, as tarefas domésticas etc.

Então como lidar com a nova rotina de trabalho dentro e fora de casa lidando com restrições sanitárias como uso de máscara, distanciamento social e restrição de locomoção e permanência em determinados locais, e em especial o isolamento social? Como lidar com os desafios do isolamento social?

Como o isolamento social afeta as pessoas

Como o isolamento social afeta o psicológico?

A pandemia vem desafiando nossos laços afetivos e profissionais, resiliência e saúde mental, sobretudo quando o isolamento social está envolvido na equação.

Manter o equilíbrio emocional e mental, como um todo, não tem sido fácil para ninguém.

Preocupações sobre custo de vida, desemprego, bem-estar de familiares, amigos e cônjuges se acumulam sobre aquelas da rotina doméstica, do cuidado com filhos e a perspectiva de futuro.

O isolamento social é uma das medidas de segurança que têm sido adotadas mundo afora para tentar controlar a pandemia do novo coronavírus, com mais ou menos sucesso a depender do governo e população locais.

Mas para manter o psicológico em ordem é preciso contar com apoio externo, nem que seja o contato com outras pessoas como amigos e parentes, ainda que virtualmente, afinal somos seres sociais.

Então o principal ponto de tensão entre isolamento social e saúde mental podem ser a falta de contato social, as incertezas sobre o presente e o futuro e os sentimentos que temos ligados a essas situações e pensamentos.

Você se sente capaz de lidar com as demandas atuais no contexto da pandemia?

Nosso momento atual

Por que o isolamento social é importante?

O isolamento social costuma ser obrigatório em situações limite ou em contextos de tentativa de controle estatal de surtos epidêmicos ou pandêmicos de doenças transmissíveis, ocasião em que é decretada uma quarentena, e em casos mais severos um lockdown.

Então, além de medidas sanitárias gerais como uso de água e sabão ou álcool para higiene de mãos, distanciamento social algumas pessoas optam ou são obrigadas a fazerem o isolamento social.

Neste momento de incertezas, insufladas por falta de informação e direcionamento centralizado do governo federal, por exemplo, podemos experimentar uma intensificação de um medo generalizado, uma apreensão constante.

Essa situação eleva níveis de estresse e ansiedade em pessoas saudáveis e aumenta os sintomas daquelas com transtornos mentais pré-existentes.

Pessoas diagnosticadas com COVID-19 ou com suspeita de infecção podem experienciar emoções intensas e reações comportamentais, além, de culpa, medo, solidão, ansiedade, insônia etc.

Esses sintomas podem evoluir para quadros mais graves como ataques de pânico, Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TEPT), sintomas psicóticos, depressão e até mesmo suicídio. Essa sintomatologia sobressai em pessoas em isolamento social, pois o estresse que experimentam tende a ser o mais prevalente.

A distância de familiares e amigos ou de outras pessoas com quem se convive também pode disparar sentimentos de tristeza, culpa e tristeza, piorando um quadro de humor deprimido existente ou de estresse constante.

Os esforços coletivos muitas vezes são minados por interesses escusos que disseminam informações falsas ou agem de maneira desonesta e egoísta, e isso afeta nossa saúde mental, mesmo que silenciosamente.

Vamos falar sobre alguns cuidados com a informação que recebemos das mídias para se ter durante esse período conturbado.

A importância da informação

Um dos primeiros passos para lidar com os desafios do isolamento social nessa pandemia pode ser evitar os excessos de notícias e comentários negativos sobre o atual momento entre familiares ou as pessoas que moram com você.

Esse cuidado também deve incluir o cuidado no consumo de informações em tempos de fake news, ou seja, é importante verificar a fonte e veracidade das informações que você consome.

Podemos lembrar que há pouco tempo era oficialmente recomendado por representantes do Governo Federal o uso de tratamento precoce para a COVID-19 sem embasamento científico nenhum.

Rotina durante o isolamento social

Isolamento social, como lidar?

Cuidados com sua rotina doméstica também devem fazer parte do seu dia a dia, já que com o isolamento social muitos de nós passamos muito mais tempo em nossos domicílios, fazendo dentro de casa o trabalho que antes era exclusivamente externo, além do trabalho doméstico.

A rotina doméstica envolve o cuidado, limpeza e manutenção da casa e pode vir acompanhada de atenção com pets, crianças, familiares acamados ou, de outro modo, pessoas que pedem cuidados especiais.

Às vezes o dia de 24 horas pode parecer não ser suficiente.

Acreditamos ser importante estabelecer horários específicos para o trabalho remoto, se houver, e para tarefas domésticas, um horário para brincar com animais de estimação e/ou crianças, assim como um tempo para interagir com os outros membros da casa.

Essa definição é essencial e deve ser observada por todos os que convivem com você. Talvez seja preciso realizar alguns ajustes para acomodar as diferentes necessidades e por isso é importante ter flexibilidade e exercitar a comunicação.

Talvez as refeições possam ser feitas coletivamente, tanto o preparo quanto o alimentar-se, unindo uma tarefa diária ao convívio essencial com outras pessoas.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que as pessoas procurem informações sobre o COVID-19 em fontes confiáveis, pesquisem histórias de pessoas que superaram a doença e mantenham uma rotina saudável por meio de exercícios físicos e dieta equilibrada.

Ajuda Emocional

No momento de apreensão que vivemos atualmente o isolamento social pode ser um agravante de sintomas ou transtornos já existentes, assim como causa deles.

O sofrimento mental mais grave geralmente inclui pessoas com suspeita ou diagnóstico de COVID-19 e seus familiares, aqueles que tiveram experiência de hospitalização e aquelas que vivem o luto, especialmente as que não puderam se despedir de seus entes queridos.

A psicologia pode ser uma valiosa aliada para você alcançar um melhor equilíbrio neste e em outros momentos de dificuldades em sua vida.

Não hesite em procurar ajuda especializada para lidar com problemas de humor e sintomas de ansiedade e depressão, ou simplesmente com estresse.

Marque sua consulta conosco, temos vários profissionais com diferentes abordagens que podem lhe ajudar.

Referências:

LINHARES, Maria Beatriz Martins; ENUMO, Sônia Regina Fiorim. Reflexões baseadas na Psicologia sobre efeitos da pandemia COVID-19 no desenvolvimento infantil. Estudos de Psicologia (Campinas), v. 37, 2020.

SCHMIDT, Beatriz et al . Saúde mental e intervenções psicológicas diante da pandemia do novo coronavírus (COVID-19). Estudos de Psicologia (Campinas), v. 37, e200063, 2020.

Escolha aqui seu Psicólogo
Quanto custa a psicoterapia
Informações gerais
Consulta com psicólogo
Agende
aqui

AGENDE SUA CONSULTA

(11) 3262-0621 / Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Unidade Paulista

Rua Bela Cintra, 968
(Av. Paulista)