Depressão e ansiedade: reconheça os sinais em seu filho

Estamos vivendo um momento em que crianças e adolescentes estão expostos a diversas situações e informações, as quais podem afetar diretamente na saúde mental deles. Diante disso, diversos sintomas podem aparecer e interferir na qualidade de vida dessas pessoas. Por esse motivo, os assunto sobre depressão e ansiedade tem sido cada vez mais presente, por isso é importante saber mais a respeito para identificar se o seu filho precisa ou não de ajuda. 

É necessário, portanto, tomar um cuidado especial pois há um senso comum sobre o que são os comportamentos ansiosos e deprimidos, mas é necessário entender em sua essência o que cada um é, de fato, para que estes transtornos não sejam banalizados e os diagnósticos adequados possam ser feitos da forma mais coerente possível. 

Baixar infográfico!

O que pode causar depressão e ansiedade?

Primeiramente é importante destacar que uma pessoa depressiva não será necessariamente ansiosa, pois trata-se de diagnósticos diferentes, embora em alguns casos podem atuar como comorbidade. Dito isto, diversos são os fatores que podem desencadear depressão ou ansiedade. 

Os sintomas de depressão e ansiedade são diferentes, entretanto, as causas podem ser semelhantes ou até as mesmas, isso porque cada pessoa irá interpretar de uma determinada situação, podendo ser afetada de um jeito ou de outro. Isso ocorre porque tanto a depressão quanto a ansiedade são formas do nosso sistema psíquico de lidar com sofrimentos. Neste caso, não interessa necessariamente a situação propriamente dita, mas sim como a pessoa a percebeu e lidou com aquela situação.

Diante disso situações como abuso sexual, bullying, violência familiar, estresses pós-traumáticos, entre outros, podem desencadear esses transtornos.

Como a depressão e ansiedade podem afetar a rotina do meu filho?

Seu filho, seja uma criança ou adolescente, provavelmente estará inserido em um contexto escolar ou até mesmo em outras atividades que compõe a rotina diária deles. Diante disso, a depressão e ansiedade podem afetar de forma negativa a rotina do seu filho. Veja algumas práticas que podem ser impactadas devido a depressão e ansiedade:

Entre outras.

Esses campos podem ser afetados devido aos sintomas tanto da ansiedade quanto da depressão, especialmente ao falarmos de crianças e adolescentes que ainda não foram diagnosticados. Isso porque, nestas idades, eles estão no processo de desenvolvimento, tanto físico quanto psíquico. 

Desse modo, a presença dos sintomas desses transtornos, podem fazer com que seu filho tenha questões particulares com o próprio corpo, comparações constantes com os outros, tornando-se uma pessoa mais introspectiva o que consequentemente interfere nas formas como estabelece relações ou em alguns casos, resultando em um não estabelecimento de relações, seja ela qual for. 

Como identificar os sintomas de depressão e ansiedade?

Se levar em consideração as atividades cotidianas que seu filho desempenha, você pode começar a observar como está o desempenho dele ao executá-las. É importante destacar que o intuito dessa observação não é para verificar se ele é capaz ou não de realizar certa tarefa, tampouco o quão bom é. O intuito é saber se houve ou não alteração na forma como ele se interessa e desempenha essas atividades e caso haja alterações, buscar compreender desde quando iniciou. 

Além disso, você pode perceber os comportamentos do seu filho em casa e na escola, assim como determinados comentários ou formas de se expressar, pois estas são as principais formas de sinalizar que talvez algo esteja acontecendo. Por isso, é de grande importância que você seja uma pessoa presente e se atente aos comportamentos de seu filho. 

Agendar consulta

Como posso ajudar meu filho?

Ter uma escuta ativa e atenta pode ser um diferencial na relação com seu filho. Isso é importante, pois poderá proporcionar que uma relação de confiança seja estabelecida e que ele(a) possa contar com você caso algo esteja acontecendo. 

Ao expor que algo pode estar acontecendo, não precisa ser necessariamente os sintomas dos transtornos de depressão e ansiedade, pode ser que seja um situação que antecede o desenvolvimento deles. Por isso, ajudar na identificação de situações incômodas e desconfortáveis pode ser tão útil quanto ajudar após um possível diagnóstico.

Por outro lado, caso seu filho já esteja apresentando alguns sintomas que te chamem a atenção, você pode contar com a ajuda de profissionais qualificados que irão te auxiliar no processo de diagnóstico e tratamento desses transtornos. 

Depressão e ansiedade são assuntos que devem ser levados a sério, especialmente se for levado em consideração os impactos que podem ser causados por eles durante o processo de desenvolvimento do seu filho. Por esse motivo, torna legítimo o sofrimento que crianças e adolescentes podem estar passando. Ouça e leve em consideração a narrativa de cada um.

Por isso, não hesite em procurar um profissional para te orientar e te auxiliar da forma mais adequada nessa situação. 

Imprimir