Psicólogos em São Paulo

Terapia Cognitiva Comportamental para Crises Psicóticas

A Terapia Cognitivo Comportamental é uma abordagem da Psicologia, mas também designa um termo genérico que abrange, cerca de 20 outras abordagens pautadas no modelo cognitivo. Entre essas abordagens temos a Terapia Cognitiva de Aaron Beck (TCC); a Terapia Racional Emotivo comportamental (TREC) de Albert Ellis; e a Terapia Construtivista de Mahoney e Neimeyer. 

Neste artigo, contudo, será enfatizada a Terapia Beckiana, que em grande parte do seu desenvolvimento, esteve direcionada ao tratamento de transtornos depressivos e ansiosos, sendo atualmente utilizada de maneira eficaz em diversos quadros mentais, inclusive os mais pertubadores.

O modelo cognitivo da Terapia Cognitivo Comportamental é representado por três premissas fundamentais: a atividade cognitiva influencia o comportamento; a atividade cognitiva pode ser monitorada e alterada; e mudanças na cognição determinam mudanças no comportamento.

De modo geral, no tratamento da esquizofrenia, a TCC busca ensinar as pessoas que experimentaram, ou vivenciam crises psicóticas a analisar, desafiar e mudar pensamentos, atribuições e crenças subjacentes a sintomas psicóticos perturbadores, baixa autoestima e percepções da interferência na realização de objetivos funcionais.

Alucinações, delírios, ideias delirantes encontram na Terapia Cognitivo Comportamental técnicas específicas para serem trabalhadas durante o tratamento de quem passa por crises psicóticas.

Marisa de Abreu

Psicóloga

CRP 06/29493

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

Referência:

LOPES, Andressa Pereira; DA MOTA, Girlene Santos; DA SILVA, Maria Jeane. ESQUIZOFRENIA E TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL: UM ESTUDO DE REVISÃO NARRATIVA. Caderno de Graduação-Ciências Biológicas e da Saúde-UNIT-ALAGOAS, v. 4, n. 2, p. 371, 2018.



Imprimir