Para agendar sua consulta
entre em contato:
(11) 3262-0621 / (11) 99787-4512.

Unidade I: Rua Bela Cintra, 968 (Paulista) - Unidade II: Rua Frei Caneca, 33 (Consolação) - (11) 3262-0621 - Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Viver sem sexo

Entrevista cedida para o portal Vila Mulher

Psicologo para tratar ficar sem sexo1- Até que ponto é normal a correria do dia a dia reduzir a quantidade de relações?

Psicólogo: O limite da interferência depende da forma como o casal lida com esses fenômenos externos, a relação, como os impasses do cotidiano, o desgaste físico, as preocupações, etc. Podemos pensar que algumas pessoas utilizam o sexo como forma de aliviar essas tensões; entretanto outras não conseguem se desvencilhar destas situações e tem seu desempenho sexual prejudicado, tanto por disfunções sexuais, como por sequer haver a tentativa do ato.

Diante disso, pode ser normal que ocorra uma redução, entretanto é necessário refletir até que ponto isso é apenas uma diminuição na frequência (por essas questões externas) e não um distanciamento do casal.

Um pouco de auto-análise pode ajudar para que a relação não se reduza a afazeres cotidianos e o desejo, massacrado pelo hábito, deixe de existir.

2- Existem casais que literalmente fogem do sexo?

Psicólogo: Podem existir casais que se fecham de desculpas que impossibilitam o sexo. Isso pode prejudicar o relacionamento do casal. Por exemplo: dores inventadas; desculpas de compromissos; problemas no trabalho; por a culpa nos filhos, ou seja, jogar a responsabilidade em algo externo, ou que fuja ao controle de um dos parceiros e que justifiquem a evitação do ato sexual.

Se houver algo no parceiro que incomode, é importante conversar sobre isso. A questão é que pode haver um moralismo muito grande no que diz respeito tanto às praticas quanto a discussão do sexo.

3- Já outros casais criam situações para tentar aguçar a aproximação?

Psicólogo: As surpresas são sempre válidas, mas é importante ter uma compreensão do parceiro. Não adianta propiciar uma situação que envolva praticas sexuais que o parceiro não aceite; ou ficar desapontado depois de um jantar romântico frustrado, não pela falta de entrega do parceiro, mas sim porque talvez, naquele dia ele estava cansado ou algo assim. Friso que é sempre importante haver diálogo para identificar quais são os limites, por onde começar, como inovar e assim se realizar.

4- De que forma o casal pode aumentar o desejo e a frequência no sexo?

Psicólogo: Em algumas situações pode ser interessante inovar situações de convívio como, por exemplo, irem a ambientes que não costumam ir, terem jantares românticos, viajarem, terem algum cuidado com o corpo (sem exageros) e manterem a higiene, darem vazão as fantasias. Em outras a solução pode estar em identificar o que inibe este casal.

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

psi2

Escolha aqui seu Psicólogo - Quanto custa a psicoterapia? - Informações gerais
Consulta com psicólogo - Agende aqui

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.
Escolha aqui seu Psicólogo
Quanto custa a psicoterapia
Informações gerais
Consulta com psicólogo
Agende
aqui

AGENDE SUA CONSULTA

(11) 3262-0621 / Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Unidade I

Rua Bela Cintra, 968
(Av. Paulista)

Unidade II

Rua Frei Caneca, 33
Centro - SP