Para agendar sua consulta
entre em contato:
(11) 3262-0621 / (11) 99787-4512.

Unidade I: Rua Bela Cintra, 968 (Paulista) - Unidade II: Rua Frei Caneca, 33 (Consolação) - (11) 3262-0621 - Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Teste de QI

Podemos ser curiosos por saber mais de nós mesmos, ou sobre nossos filhos, queremos ter alguma noção sobre nossas capacidades, pensamos se o QI poderia nos dar indícios sobre até onde poderíamos ir na vida.

O que significa teste de QI?

Quociente Intelectual - QI é um valor numérico que resulta de um conjunto de testes utilizados para avaliar a capacidade intelectual geral de uma pessoa, ou seja, a inteligência.

A inteligência é um conjunto de aptidões intelectuais e emocionais que nos capacitam e possibilitam comportamentos eficazes para proporcionar bons resultados nas diversas áreas da vida individualmente ou em grupo.

Fazer teste qi com psicologoInteligência

A inteligência se manifesta de diversas formas. Nos testes de QI analisamos as capacidades mentais e comportamentais que, em conjunto refletem a capacidade intelectual geral.

O QI pode ser considerado um excelente preditor do desempenho acadêmico profissional e social. Pois aborda diversos componentes usuais da vida prática.

Como funciona o teste de QI?

Para avaliar o QI são aplicados testes que avaliam a capacidade de raciocínio, memória, habilidades de percepção, atenção,facilidade em aprender,capacidade de resolver problemas de forma adequada diante de determinadas situações,entre outros que, juntos compõem o funcionamento intelectual global da pessoa, bem como sua utilização no dia a dia de maneira produtiva.

Referencia

Tosi,Silésia M.V.Delphino- TIG-NV –Teste de Inteligência Geral Não-Verbal:Instrumento para avaliação psicológica e neuropsicológica:São Paulo: Casa do Psicólogo,2008.

Fleith,Denise de Souza.Superdotados:Trajetórias de Desenvolvimento e Realizações.Curitiba: Juruá,2013.

QI Significado

QI significa quociente de inteligência.

Em 1905 o Ministério de Educação da França solicitou um teste para medir Inteligência ao diretor do laboratório de psicologia da Sorbonne Alfred Binet. Ele elaborou um conjunto de tarefas, relacionadas aos problemas da vida quotidiana, que, supostamente, implicavam certos procedimentos racionais básicos, para identificar crianças que necessitariam de educação diferenciada (Carraher, 1989; Gould, 1991).

Binet, no entanto, defendia que a inteligência era por demais complexa para ser expressa por um único número (QI) e negou-se não apenas a qualificar o QI como inteligência inata, como também a considerá-lo um recurso geral para a hierarquização de alunos, segundo seu valor intelectual.

Há estudos que sugerem a necessidade de mais investigações sobre o uso de testes de inteligência na avaliação psicológica, no contexto educacional. Ana Cláudia Bortolozzi Maia em estudo desenvolvido para investigar a relação entre QI, medido pelo teste de inteligência WISC, e a aquisição de leitura de palavras simples e concluiu que os alunos, em geral, apresentaram níveis aumentados de QI e de aquisição de leitura quando comparado dois momentos na avaliação, entretanto, sem correlação entre essas variáveis.

Ricardo Primi coloca: “É muito comum ouvirmos que as antigas teorias de inteligência e os testes de QI estão ultrapassados, que o sucesso pessoal não depende da inteligência e sim de outras capacidades. O exame da literatura revela que as antigas teorias vêm evoluindo gradualmente em um processo cumulativo e integrativo. Os testes de avaliação da inteligência estão cada vez mais sofisticados. As concepções sobre inteligência são mais balanceadas e não tão extremas quanto aquelas veiculadas na mídia (Primi, 2002b).”

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

Inteligência e emoção

“A inteligência pode ser definida como uma capacidade geral de adaptação. As emoções estão envolvidas na adaptação a um conjunto de situações fundamentais ligadas à sobrevivência do organismo. As emoções estão também ligadas às estruturas evolutivamente mais primitivas e não precisam da intervenção da consciente para ocorrer. Fica claro então o elo entre inteligência e emoção. Tanto inteligência como emoção são funções adaptativas do organismo associadas a comportamentos do cérebro que auxiliam o organismo a se adaptar ao meio. Talvez a principal diferença entre emoção e cognição é que as emoções constituem em uma inteligência cristalizada pré-programada no cérebro para tratar de problemas existenciais fundamentais”.

Referencias

Ana Cláudia Bortolozzi Maia Universidade Estadual de São Paulo, Bauru. Mônica Lúcia Fonseca Universidade Federal de São Carlos - Quociente de Inteligência e Aquisição de Leitura: Um Estudo Correlacional

Inteligência: Avanços nos Modelos Teóricos e nos Instrumentos de Medida, Ricardo Primi Laboratório de Avaliação Psicológica e Educacional (LabAPE) Universidade São Francisco, Itatiba, SP. 

psi2

Escolha aqui seu Psicólogo - Quanto custa a psicoterapia? - Informações gerais
Consulta com psicólogo - Agende aqui

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.
Escolha aqui seu Psicólogo
Quanto custa a psicoterapia
Informações gerais
Consulta com psicólogo
Agende
aqui

AGENDE SUA CONSULTA

(11) 3262-0621 / Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Unidade I

Rua Bela Cintra, 968
(Av. Paulista)

Unidade II

Rua Frei Caneca, 33
Centro - SP