Para agendar sua consulta
entre em contato:
(11) 3262-0621 / (11) 99787-4512.

Unidade I: Rua Bela Cintra, 968 (Paulista) - Unidade II: Rua Frei Caneca, 33 (Consolação) - (11) 3262-0621 - Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Relacionamentos abalados

 

Entrevista cedida para Revista Sou Mais Eu

Porque insistir em relacionamentos ruins?

Acredito que para identificarmos se vale a pena insistir neste relacionamento ruim podemos pensar que o ponto principal de análise não deveria ser o relacionamento em si mas a pessoa com quem nos relacionamos. Alguns insistem em preservar o relacionamento por que precisam de um relacionamento qualquer que seja ele e esquecem-se de observar como é a pessoa com quem está se relacionando. Ou seja, insistir em um relacionamento por medo de ficar sozinha, insistir no relacionamento com alguém que não demonstra preocupação com você e com seus sentimentos. Vejo que algumas pessoas fazem coisas que destroem o relacionamento, ou seja traem, são agressivos, mas não querem sair do relacionamento dando a impressão de que gostam e querem bem a outra pessoa, mas será verdade? Muitas vezes a parte que trai ou se torna agressivo não gosta da outra pessoa mas gosta de manter um relacionamento, e nestes casos ela não se preocupa em tratar bem esta pessoa, só se preocupa em fazer ou dizer coisas que manterá o relacionamento por mais tempo.

Perceber quando o relacionamento não tem salvação?

Pode haver salvação em alguns casos, talvez uma boa conversa com esta pessoa possa ajudar a identificar se vale apena manter o relacionamento.

Psicologo para relacionamentos ruins

Pessoas carinhosas e atenciosas se transformam em outra?

As pessoas podem mudar ou podem não demonstrar no primeiro momento todas as suas características. É possível que coisas tenham acontecido que mudaram a forma de se relacionar com o outro.

Como agir quando o relacionamento está abalado?

Para cada caso haverá uma atitude que poderia ser melhor, talvez para alguns funcione abrir os canais de comunicação. Se você não quer briga não comece a conversa brigando. Se não quer um “festival” de culpados não comece com acusações. Demonstre que você quer mesmo saber o que acontece e que está aberta a mudanças caso seja do desejo dos dois.

Há quem insista no relacionamento mesmo sabendo que é traída?

Vejo isto ocorrer em alguns casos, talvez devido a algum fator interno que a torna dependente emocional. Algumas vezes é o próprio fator financeiro que mantém alguém em um relacionamento totalmente falido, o medo de reduzir o padrão de vida ou simplesmente o medo de mudanças pode fazer com que alguém feche os olhos para comportamentos totalmente inadmissíveis de seu parceiro.

Como aceitar que o amor acabou?

Talvez alguns não queiram aceitar. Para alguns pode funcionar abrir os olhos para a realidade, analisar o estado atual de seu relacionamento, tudo o que ocorre mas que não deveria. Para outros observar os relacionamentos alheios pode ajudar a ampliar a visão, pois muitos acham que apenas em sua casa é que os problemas aparecem e sempre podemos aprender com os acertos e erros dos outros. Uma estratégia bem útil pode ser usar a ajuda do psicólogo para aprender a lidar com esta nova e estranha realidade, pois quem inicia um relacionamento dificilmente se prepara para seu término.

Como se recompor do término de um relacionamento?

Para cada pessoa haverá uma forma que pode ser a mais adequada, talvez para alguns possa ser útil abrir espaço para outras pessoas e atividades. Nem falo de iniciar um romance logo de cara, mas de mudar de ares, conhecer novos amigos, iniciar novas atividades que nunca tinha imaginado fazer. Ao mudar a rotina você abre possibilidades para novas realidades, novos sentimentos que nem imaginava possíveis.

Porque os relacionamentos terminam

Vejo que relacionamentos são destruídos por motivos bem diferentes um do outro, em alguns casos nunca houve amor verdadeiro por uma das partes do casal, em outros as pessoas acreditam que amam o outro mas muitas vezes amam a situação de estar num relacionamento. Tenho percebido que é bem comum as pessoas se ligarem as outras, seja em namoro, casamento ou pessoas que vão morar juntas, sem perceberem que a prioridade de cada um é em 1º lugar ter um relacionamento e não o amor pela outra pessoa. No amor verdadeiro a pessoa se preocupa com o bem estar do(a) companheiro, torce por ele, fica feliz com suas conquistas e se esforça por alegra-lo quando precisa. Percebo que é muito comum as pessoas traírem e fazerem coisas que provam que não havia amor verdadeiro, pois neste amor não cabe tais comportamentos, mas não querem terminar o relacionamento. Isso confunde muito a outra pessoa, pois todos acreditamos que quando alguém faz de tudo para manter um relacionamento é porque ele ama a outra pessoa. Mas isso pode não ser inteiramente verdade. Há pessoas que colocam uma arma na cabeça de seu “amor” quando não aceita a separação, este ato desesperado em não perder a outra pessoa, mesmo que tenha tido comportamentos que levaram esta pessoa a pedir pelo rompimento, não é prova de amor, e sim de dependência. De vez em quando vemos na TV pessoas que mantiveram por anos pessoas da família trancadas em porões. Porque fazem isso? Amor? São pessoas que fazem questão de manterem estes relacionamentos, mesmo que a força.

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

Entrevista cedida sobre o tema “Como um baque pode transformar uma relação” para o site DaquiDali

Traição, doenças podem abalar os relacionamentos mais sólidos

A traição afeta mesmo uma relação antiga?

Psicóloga: Uma traição poderá deixar uma marca muito grande em todos envolvidos. Quem trai pode ter absorvido um conceito ético a respeito da traição acreditando que não deveria trair, mas talvez não tenha um conceito moral (pois mesmo sabendo que não deveria o fez). A confiança poderá ficar abalada. Sem falar nos possíveis sentimentos de vingança, algo do tipo “ele cedeu às tentações, também tenho direito de ceder, não necessariamente trair, mas de ter uma vida mais livre”.

Relacionamentos abalados

É possivel perdoar uma traição?

Psicóloga: É possível, pode ser difícil para algumas pessoas ou para algumas situações. Considero que perdoar não significa esquecer, pois ninguém tem amnésia deliberada. Mas trabalhar para reduzir o sofrimento com o ocorrido.

Há quem pense que o casamento pode impedir uma traição?

Psicóloga: Normalmente o casamento é visto como um compromisso com maior vinculo do que um namoro, noivado, pessoas que moram juntas, etc mas, não acredito que papel assinado impeça comportamentos de traição.

Por que a traição acontece?

Psicóloga: 1001 motivos. Pessoas que não conseguem ceder ao prazer imediato e mesmo sabendo que estão arriscando um relacionamento estável e bom o fazem. Pessoas que estão em dúvida quanto a manter o relacionamento atual e querem “provar um pouco do que há lá fora”. Pessoas que simplesmente não tem coragem de romper o relacionamento e o boicotam de tudo quanto é forma torcendo que o outro tome a iniciativa e termine tudo. Pessoas inconsequentes que acreditam que tem o direito de ter quantos relacionamentos quiserem, e que isso não é um problema, mas normalmente será problema se seu parceiro (a) o trair também. Etc.

O que fazer depois de uma traição?

Psicóloga: Definir se foi traumático o suficiente para romper de vez esta relação ou se há margem para conversar e tentar retomar a relação. Se houver margem um psicólogo de casal poderá ajudar, pois poderá ser o facilitador de um reinicio.

É até possível que a relação fique mais forte depois da traição

Psicóloga: Sim, é possível. Toda situação traumática tem alguns caminhos, pode fragilizar ou fortalecer. A maioria dos casos podem sair fragilizados, os que conseguem sair fortalecidos são aqueles que trabalharam muito bem esta situação.

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

psi2

Escolha aqui seu Psicólogo - Quanto custa a psicoterapia? - Informações gerais
Consulta com psicólogo - Agende aqui

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.
Escolha aqui seu Psicólogo
Quanto custa a psicoterapia
Informações gerais
Consulta com psicólogo
Agende
aqui

AGENDE SUA CONSULTA

(11) 3262-0621 / Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Unidade I

Rua Bela Cintra, 968
(Av. Paulista)

Unidade II

Rua Frei Caneca, 33
Centro - SP