Para agendar sua consulta
entre em contato:
(11) 3262-0621 / (11) 99787-4512.

Unidade I: Rua Bela Cintra, 968 (Paulista) - Unidade II: Rua Frei Caneca, 33 (Consolação) - (11) 3262-0621 - Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Relacionamento perfeito

Entrevista cedida para o Portal Nós Mulheres

Ao passar dos anos o relacionamento pode cair na rotina?

Psicologa: No início de qualquer relacionamento a tendência costuma ser de ficarem o máximo de tempo possível junto. Com o passar do tempo essa vontade de ficar sempre junto pode ir diminuindo e a rotina do relacionamento aparece. Geralmente acabam dizendo que o relacionamento esfriou, e se acomodam, achando que esse esfriar seria inevitável e faz parte do relacionamento.

Como identificar o fim do relacionamento?

Psicologa: Uma das formas de identificar que o relacionamento esfriou seria quando o casal passa a demonstrar falta de vontade em realizar atividades que costumeiramente faziam juntos. A falta de diálogo, a falta de tolerância na aceitação do outro e pequenas brigas podem ser sinais que o casamento ou o namoro tenham caído na rotina

Psicologo para tratar relacionamento

Atitudes que fortalecem o amor

Psicologa: Algumas pontos podem ser importantes para não deixar o relacionamento envelhecer, cair na rotina

1. manter o diálogo

2. desenvolver alguma atividade junto com o companheiro

3. aprender a rir dos próprios defeitos e dos defeitos do outro

4. Respeitar a opinião do parceiro

5. preservar os momentos de intimidade

6. ter um espaço individual

7. Expor a sua opinião

8. fazer planos juntos

São pontos importantes para o fortalecimento do amor. Essas atitudes podem ser tomadas para que haja uma rotina e leveza no relacionamento e que todos saibam que poderão passar por qualquer situação de uma maneira tranquila

Como evitar as brigas e o desgaste emocional dentro da relação

Psicologa: O diálogo e a confiança são essenciais para evitar as brigas e o desgaste dentro do relacionamento. Se o casal não conversa pode não conseguir manter um vínculo de cumplicidade e de confiança para resolverem problemas. É necessário que o casal estabeleça uma rotina de conversa desde o começo do namoro, confidenciando suas alegrias e tristezas, para que cada um saiba que pode confiar e ter um apoio quando for necessário.

Para a sensação de paixão no início da relação durar por mais tempo

Psicologa: Claro que não há receita que possa funcionar para todo mundo, mas de forma geral:

- Conversar com seu parceiro todo dia, demonstrar que se interessa por ele, que se preocupa faz com que o parceiro sempre tenha o interesse de compartilhar as novidades.

- Presenteie ou faça uma surpresa para a pessoa que você ama. Não precisa ser nada de valor, apenas demostre que fez aquele gesto, aquela surpresa pensando nele.

- Sempre se arrume para sair com o seu namorado ou marido, isso mostra que você se preocupa com você, que mesmo casada ou namorando há algum tempo tem a sua vaidade e quer se produzir para ele também como no início do namoro.

- Procure realizar passeios, atividades, entre outras coisa para que assim a rotina sempre mude. Vá a barzinhos, lanchonetes, restaurantes, cinema, entre outros lugares que você poderá aproveitar momentos descontraídos juntos.

Fator gerador de desentendimentos

Psicologa: O ciúmes e falta de flexibilidade para entender as questões individuais de cada um são fatores que geram rompimento com maior facilidade. É necessário que o casal procure entender os problemas individuais e o seu modo de ver as coisas e respeitar a opinião de cada um. 

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

Psicoterapia para relacionamentoEntrevista cedida para o Portal Vital

Mulheres querem relacionamentos duradouros

Há mulheres que curtem o relacionamento e se divertem sem pensar no amanhã. Outras acreditam que podem ser felizes para sempre?

Psicóloga: Há vários perfis de mulheres mas acredito que a maioria está no grupo das que acreditam que podem ser felizes para sempre em seus relacionamentos, outras passam momentaneamente por fases onde apenas o divertimento é o que interessa ou fases onde vale a pena manter um bom relacionamento mesmo que por pouco tempo. Mesmo estas poucas um dia podem cair no grupo das que querem ser felizes para sempre com o homem perfeito no relacionamento perfeito – com a experiência da vida acabam aceitando ser felizes para sempre com o homem possível no relacionamento não perfeito mas aceitável. O grupo que quer viver a penas o momento é aquele que está experimentando experiências para que um dia possa definir qual o que melhor lhe satisfaz.

O grupo que considera “que seja eterno enquanto dure” considero um grupo mais maduro, já viveu algumas experiências ou aproveitou as experiências de amigas e aprendeu com elas. O mais saudável seria viver sua realidade interna sem precisar provar nada para ninguém. Há mulheres que acreditam que fica mais bonito representar o papel de “nem te ligo” para os relacionamentos quando não é verdade – ela se importa e muito em manter um relacionamento de qualidade, com verdadeira interação e comprometimento.

A idade influencia na forma encarar o relacionamento?

Psicóloga: Não necessariamente a idade mas a principalmente a maturidade, independente da idade cronológica, costuma definir a forma como a mulher encara seus relacionamentos. Sabemos que algumas mulheres aproveitam bem as lições da vida e crescem com elas mas outras só acumulam sofrimento mas não absorvem novas informações, mas de forma geral quanto mais experimentamos tipos diferentes de pessoas e relacionamentos vamos formando o perfil do que realmente nos interessa. Depois de passar por vários relacionamentos onde:

- Num deles a mãe do parceiro tinha prioridade para a agenda do sábado à noite

- Noutro a esposa doente não melhorava nunca de sua “doença” que o impedia de pedir separação até o momento de você descobrir que era tudo mentira.

- Noutro ele te ama mas não está “pronto” para assumir um compromisso mais sério

Depois de várias destas você pode estar preparada para cair fora logo no inicio, antes do problema entrar em sua vida. A própria constituição biológica interfere na forma da mulher encarar relacionamentos. Vamos analisar o sistema reprodutivo masculino: produção de novos (milhares) espermatozoides até idade bem avançada. Ou seja, não há necessidade de “economizar”, pode-se espalhar a semente o máximo possível.

Agora, o sistema reprodutivo feminino: A mulher nasce com uma quantidade limitada de óvulos que se manterão os mesmos até o fim de sua vida, estes óvulos envelheceraço com esta mulher e sofrerão desgaste com as mesmas doenças que a mulher tiver ao longo da vida. Conclusão: seus óvulos são preciosos, não se pode desperdiçar e usar com qualquer um. Tem que ser um parceiro de qualidade, pois além de tudo esta mulher ficará impossibilitada de se manter por um período depois de ter sua prole e precisará de alguém para prove-la. Este sistema biológico pode influenciar no sistema comportamental sem que ao menos tenhamos a mínima noção disso.

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

Entrevista cedida para revista NOVA

Casais que compartilham senhas

Há casais que compartilham perfis em redes sociais ou até mesmo e-mails e senhas - como esse compartilhamento pode atrapalhar e causar brigas nas relações?

Por que alguns casais sentem a necessidade de dividir perfis em redes sociais?

Alguns casais entendem que amor pode ser provado quando não se esconde nada um do outro e acabam dividindo mais do que precisaria.

Dividir a senha de e-mails e redes sociais com o parceiro é sinal de confiança e segurança?

Não, ao meu ver pode ser sinal de falta de limite da individualidade.

Qual é o maior motivo das brigas entre casais que dividem perfis em redes sociais

A interpretação errônea sobre o relacionamento que seu par tem com outras pessoas.

Essa ideia pode parecer uma boa no começo?

Pode parecer que estão de coração aberto, sendo super sinceros, mas a necessidade de individualidade pode falar mais alto. Permitir que o outro participe de cada pensamento, de cada palavra que trocar com amigos, as vezes coisas que são ditas como desabafo e não correspondem à realidade podem ser lidas ao “pé da letra” e assim mal interpretado.

Terapia para relacionamento

Como dizer ao seu parceiro que você gostaria de deixar de dividir as contas nas redes sociais, ou até mesmo mudar suas senhas?

Da mesmo forma que temos que dizer que não vamos compartilhar a senha do banco, a conversa com a mãe e nem ir ao banheiro de porta aberta, ou seja tudo o que seria obvio demais para desejar privacidade. Caso isto já venha ocorrendo deve-se explicar que percebeu o erro e que gostaria de manter sua privacidade daqui por diante. Caso haja desconfiança da outra parte sua postura e comportamento poderá mostrar no dia a dia que não tem fundamento.

Alguma regra deve ser estabelecida antes de abrir uma conta conjunta com o parceiro?

Algumas regras podem ser úteis, talvez as regras que garantam que um não colocará o outro em situação de surpresa.

Como não deixar que perfis em redes sociais interfiram no sucesso da sua relação

Publicando somente o que acha que vale a pena que fique publico e seja visto por qualquer um, tanto pelo marido, namorado, pai, mãe.

Eu faço um paralelo da exposição em redes sociais com posar para revista “sensual” – já vi vários relatos de mulheres que se arrependeram de ter feito mas na hora o dinheiro falou mais alto. Não adianta posar para uma revista desta e achar que não há o risco de seu pai, tio ou futuro namorado ver – o mesmo ocorre com exposição em redes sociais, aconselho a só publicar o que ficaria alegante para ser visto por qualquer pessoa, pois este é o publico, exatamente qualquer pessoa.

Essas brigas podem ser facilmente contornáveis ou muitas vezes são motivos para o fim de um relacionamento?

Caso o problema esteja restrito à isto talvez seja mais facilmente contornado, mas caso este conflito seja mais um item de discórdia é possível que possa ser motivo para o fim do relacionamento.

Quem sofre mais com esse tipo de ciúmes, o homem ou a mulher?

Pelo que observo nos pacientes, há um numero maior de mulheres sofrendo, mas quando o homem tem este problema ele o sente com mais intensidade.

Na maioria dos casos, esses ciúmes têm fundamento ou as pessoas costumam supervalorizar mensagens de terceiros?

Observo que na maioria dos casos há erros de interpretação do que é lido e visto.

São mais saudáveis os casais que têm essa cumplicidade ou os que mantém sua individualidade?

Os que mantem a individualidade pode ter mais chance de desenvolver amor próprio, autonomia, etc.

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

Marisa de Abreu Alves
Psicóloga
CRP 06/29493


psi2

Escolha aqui seu Psicólogo - Quanto custa a psicoterapia? - Informações gerais
Consulta com psicólogo - Agende aqui

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.
Escolha aqui seu Psicólogo
Quanto custa a psicoterapia
Informações gerais
Consulta com psicólogo
Agende
aqui

AGENDE SUA CONSULTA

(11) 3262-0621 / Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Unidade I

Rua Bela Cintra, 968
(Av. Paulista)

Unidade II

Rua Frei Caneca, 33
Centro - SP