Para agendar sua consulta
entre em contato:
(11) 3262-0621 / (11) 99787-4512.

Unidade I: Rua Bela Cintra, 968 (Paulista) - Unidade II: Rua Frei Caneca, 33 (Consolação) - (11) 3262-0621 - Envie Whatsapp (11) 99787-4512

  • Início
  • Perdoar – A importância de...

Perdoar – A importância de...

Entrevista cedida para MB Press

Psicologo para tratar perdao

Muitas vezes precisamos deixar para trás o que passou e seguir em frente?

Ficar preso ao que passou pode reduzir possibilidades de novas realizações. Quanto mais ficamos preso a uma pessoa do passado devido a raiva ou rancor menos espaço podemos ter para que uma nova pessoa faça parte de nossa vida. Quanto mais fixamos nosso pensamento em um problema mais podemos considera-lo invencível.

Sei que as vezes não é fácil seguir em frente. Deixar para trás alguém que nos magoou pode dar a impressão de que seus atos não tiveram importância, e quem foi ferido pode ser recusar a aceitar que aquele que feriu passe sem penalidades. A dificuldade em perdoar tem um “tempero” de vingança, mas é importante não ocuparmos nossa mente, nem nosso tempo, com conferencias quanto a esta pessoa estar pagando pelo que fez, pois esta energia está sendo desperdiçada quando poderia ser usada na identificação de novas realizações.

Esquecer e perdoar: processo complicado?

Pode ser complicado tentar esquecer algo, pois cada tentativa pode nos lembrar justamente da coisa que tentamos deixar para trás. A dica seria entender que perdoar não significa considerar que não houve dano, perdoar não significa que passaremos a gostar do que aconteceu. Minha visão do perdão seria: Perdoar é combinar consigo mesmo que vai parar de focar no que aconteceu e passará o seu olhar para novas situações. Eu considero que perdoar é muito mais um ato voltado para nós mesmos do que voltado àquele que nos causou dano.

Aceitar quando as coisas não acontecem como gostaríamos?

Considero importante aprender a identificar o que realmente quer e ampliar o foco. Por exemplo, não ter como meta namorar o Jose (especificamente), mas ser feliz em um relacionamento. Desta forma você poderá dar mais chance para o objetivo. Outra dica é aceitar que cada coisa que dá errado seria uma informação sobre como melhorar na próxima tentativa, ou seja, não ter expectativa de ser sempre bem sucedido na primeira vez e poderá ver que tudo na vida seria um processo passo a passo.

Não se culpar?

Quando procuramos culpados podemos ficar presos ao sentimento de inercia, mas por outro lado quando nunca nos consideramos responsáveis pelo que acontece podemos ter um alivio muito bom mas também não aprendemos nada com a vida. A reposta pode estar no equilíbrio, não nos prendermos a um culpado mas identificarmos nossa responsabilidade e se for o caso reparar o mal que causou e aprender como fazer melhor da próxima vez.

Seguir em frente, mudar, crescer, e evoluir

Considero importante: Olhar para frente. Identificar o que lhe causa entusiasmo e se empenhe nesta meta. Identifique o que gostaria que acontecesse em sua vida. Identifique os caminhos para chegar lá. Tente uma, duas, ou quantas vezes forem necessárias. Corrigir a rota, faça diferente da próxima vez. Peça ajuda quando for o caso, não se envergonhe se precisar da ajuda do amigo, dos pais ou de um psicólogo.

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

Marisa de Abreu Alves
Psicóloga
CRP 06/29493


psi2

Escolha aqui seu Psicólogo - Quanto custa a psicoterapia? - Informações gerais
Consulta com psicólogo - Agende aqui

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.
Escolha aqui seu Psicólogo
Quanto custa a psicoterapia
Informações gerais
Consulta com psicólogo
Agende
aqui

AGENDE SUA CONSULTA

(11) 3262-0621 / Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Unidade I

Rua Bela Cintra, 968
(Av. Paulista)

Unidade II

Rua Frei Caneca, 33
Centro - SP