Para agendar sua consulta
entre em contato:
(11) 3262-0621 / (11) 99787-4512.

Unidade I: Rua Bela Cintra, 968 (Paulista) - Unidade II: Rua Frei Caneca, 33 (Consolação) - (11) 3262-0621 - Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Perder o medo de falar NÃO

Psicologo para perder medo de falar naoEntrevista cedida à repórter Ivanilde Sitta da Coop Revista

As palavras “sim” e “não” transmitem de certa forma "eu gosto de você e eu não gosto de você”?

Psicóloga: Na maioria das vezes as palavras “sim” e “não” se referem apenas ao objeto negado ou aprovado, mas as pessoas podem confundir e sentir que foram rejeitadas como pessoas quando seu pedido foi negado. Na maioria das vezes não falamos “não” para a pessoa em si, mas sim ao seu pedido.

O que se esconde atrás dessa dificuldade em dizer “não”?

Psicóloga: Pode ser uma serie de fatores mas talvez os mais comuns sejam medo de ser criticada ou rejeitada. As pessoas podem acreditar que quando alguém pede um favor a única resposta aceitável seria o “sim”, mas algumas vezes pode não ser possível pois a pessoa pode estar atarefada ou não ter habilidade para executar o tal pedido. De toda forma considero útil desenvolvermos uma certa resistência a frustração e conseguirmos lidar com pessoas que não atendem a nossos pedidos simplesmente porque não querem.

Quem geralmente tem dificuldade em negar algo a alguém é também porque não consegue lidar com as negativas dos outros?

Psicóloga: Alguns grupos de pessoas tem essa dificuldade, por exemplo: Os que também interpretam mal quando ouve um “não” de alguém; Os que não foram treinados em suas formações a aceitar as limitações que a vida oferece; Os que sentem forte necessidade em agradar a todo mundo; Os que consideram que ser o “bonzinho” é o ideal; Etc.

Quando dizemos sim, sendo que a vontade é de gritar um não, quais sentimentos ou emoções experimentamos?

Psicóloga: Pode haver muitos sentimentos conforme a pessoa ou o momento, por exemplo: desrespeito por nós mesmos, auto agressão, desmerecimento das próprias necessidades, etc.

É possível aprender a dizer não sem cair em mentiras ou inventar histórias?

Psicóloga: Não sou contra as famosas “mentiras brancas”, se a situação mostrar que você magoará alguém desnecessariamente não vejo problemas em “colorir” um pouco a resposta. Isso na realidade pode significar empatia e proteção. Mas sempre que possível é desejável que a pessoa responda com a maior honestidade possível. Muitas vezes acreditamos que haverá consequências terríveis se dissermos a verdade , mas no final podemos ver que nada de tão ruim costuma acontecer.

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

Psicologo para dize naoEntrevista cedida Portal Vital

Saber dizer Não

Por que saber dizer "não" tem relação com assertividade?

Considerando que assertividade trata-se da capacidade de conseguir colocar suas necessidades e prioridades da forma adequada e no momento adequado, saber dizer “não” tem tudo a ver com assertividade pois interagimos num mundo onde cada um pode defender apenas o seu lado, se não conseguimos falar “não” o que prevalecerá poderá ser apenas a prioridade e necessidade do outro.

Claro que saber dizer “não” não se trata de simplesmente sair pronunciando esta palavra indiscriminadamente, ou seja simplesmente se dar o direito ao egoismo e não considerar as necessidades dos outros, mas de ter habilidade em reconhecer quando seria o caso do outro ouvir este “não” e quando somos nós que temos que ceder, para isso considero que pode ser necessário, além da auto estima em dia, bastante humildade e até compaixão.

Dizer "não" traz que vantagens para a vida pessoal e profissional?

Acredito que muitas. Saber dizer “não” na hora, do jeito certo e para a situação adequada pode facilitar em várias situações, por exemplo conseguir que seu trabalho seja reconhecido quando outros tentam lhe ofuscar, no âmbito pessoal saber dizer “não” ajuda a ser respeitado pelos amigos, etc.

Em quais principais situações devemos dizer "não" em família?

Família pode ser uma situação onde as pessoas consideram que se você assume o papel de “bonzinho” os limites podem ser esquecidos. Exemplo: parentes que frequentam sua casa de praia sem nem mesmo pedir, não devolvem o dinheiro emprestado, só lembram de você na hora que precisam de alguém para busca-los de madrugada no aeroporto, etc. Quando aprendemos a dizer “não” mostramos que além de limites somos merecedores de respeito.

Uma pessoa que só diz sim consegue mudar esse hábito? Como ela faz isso sozinha e com a ajuda de um psicólogo?

R: Creio que as pessoas podem ter condições de mudar suas característica. Exemplo: o tímido pode se tornar espontâneo, o perdulário torna-se equilibrado, etc. Com determinação e esforço pode ser possível.

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

Marisa de Abreu Alves
Psicóloga
CRP 06/29493


psi2

Escolha aqui seu Psicólogo - Quanto custa a psicoterapia? - Informações gerais
Consulta com psicólogo - Agende aqui

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.
Escolha aqui seu Psicólogo
Quanto custa a psicoterapia
Informações gerais
Consulta com psicólogo
Agende
aqui

AGENDE SUA CONSULTA

(11) 3262-0621 / Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Unidade I

Rua Bela Cintra, 968
(Av. Paulista)

Unidade II

Rua Frei Caneca, 33
Centro - SP