Para agendar sua consulta
entre em contato:
(11) 3262-0621 / (11) 99787-4512.

Unidade I: Rua Bela Cintra, 968 (Paulista) - Unidade II: Rua Frei Caneca, 33 (Consolação) - (11) 3262-0621 - Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Eliminar hábitos

Entrevista cedida para revista Exame 

Psicologo para eliminar habitos- Quais são os hábitos que muita gente tem e deveria parar?

Acredito que hábitos que tragam prejuízos para si ou para outros, hábitos relacionados ao comportamento excessivo como por exemplo: comer demais, regime rigorosos demais, ginástica demais, sedentarismo, apego ao namorado ou família, etc, pode-se observar a possibilidade de ganhos em elimina-los.

- Quais hábitos devem começar?

Todos os que trazem benefícios podem ser observados como possíveis hábitos a serem desenvolvidos. Um excelente habito que eu considero útil seria o de permitir que nossas cabeças pensem por si mesmas. Acredito que quanto mais avaliarmos cada opção que a vida oferece mais refinados podem ficam nossos referenciais. Ao ponderar sobre a alimentação que teremos, o passeio que faremos, podemos passar a sentir a vida mais intensamente.

- Quais devem ser os hábitos mais difíceis de largar?

Percebo que tudo o que tornou-se vício poderá ser o mais difícil de largar. Por exemplo: Fumar, beber, comer, comprar sapato, usar o face book, pedir opinião do outro, comer chocolate e obviamente uso de substancias químicas legais ou não. Alguns vício podem parecer menos prejudiciais, por exemplo o vicio em comprar sapatos pode ser menos desagradável do que o vicio em bebidas alcoólicas porque não destrói o organismo, mas pode tão devastador para o funcionamento emocional quanto qualquer outro vicio.

- Como a pessoa deve agir para colocar isso em prática?

Toda mudança pode requerer muito compromisso consigo mesmo. Não indico mudanças radicais quando não há risco de vida. A mudança radical pode não permitir a conscientização do processo e do esforço necessário, e toda mudança radical pode entrar em risco de um retorno também radical ao estado anterior.

Resoluções de fim de ano

- Quais são as promessas de final de ano que, em geral, as pessoas mais fazem e não cumprem no ano seguinte?

Costumo ver algumas interessantes, por exemplo: “Dia 31/12 fumarei o ultimo cigarro” - Pode não funcionar porque as pessoas podem fumar demais até o dia 31 para “compensar” o sofrimento de ficar sem fumar depois. Ela podem fumar muito mais do que normalmente fazem e assim prejudicar seus organismos. E também podem estar dizendo para si mesmas que fumar é tão bom que precisa de uma data especifica para conseguir largar.

“Nunca mais vou beber”- Internamente podemos não gostar das palavras “nunca mais”. Pode ser difícil adaptar-se à privação, ao invés disso a pessoa poderia munir-se de informações tais como: Sei que a bebida prejudica meu fígado, eventualmente me torno inconveniente, o ideal para mim será procurar ajuda profissional pois sei que estou viciado em algo que parece ser maravilhoso a primeira vista mas na realidade está me destruindo".

“Farei academia sem falta” – Para algumas pessoas o motivo de ter dificuldade em fazer academia seria a falta de tempo. Neste caso pode ser mais útil algo mais ameno como a possibilidade de fazer mais exercícios caminhando um ponto de ônibus a mais antes de entrar, ou colocar caminhadas na rotina do domingo de manhã.

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

- Por que as pessoas fazem promessas que dificilmente cumprem?

Porque muitas vezes consideram que podem cumprir todas. Mudança de comportamento pode ser mais complexo.

- É saudável, do ponto de vista psicológico, fazer esse tipo de “lista de resoluções de ano novo”?

Creio que vale a pena. Mesmo que não seja cumprida ainda vale a pena, pois esta lista pode ser um passo para a conscientização da necessidade da mudança. A estagnação seria pior.

- A frustração diante do “fracasso” no cumprimento de resoluções de ano novo pode provocar problemas psicológicos?

As pessoas podem usar o fracasso para o bem ou para o mal. Creio que todos tem no fracasso muita informação que pode ser utilizada. 

psi2

Escolha aqui seu Psicólogo - Quanto custa a psicoterapia? - Informações gerais
Consulta com psicólogo - Agende aqui

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.
Escolha aqui seu Psicólogo
Quanto custa a psicoterapia
Informações gerais
Consulta com psicólogo
Agende
aqui

AGENDE SUA CONSULTA

(11) 3262-0621 / Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Unidade I

Rua Bela Cintra, 968
(Av. Paulista)

Unidade II

Rua Frei Caneca, 33
Centro - SP