Para agendar sua consulta
entre em contato:
(11) 3262-0621 / (11) 99787-4512.

Unidade I: Rua Bela Cintra, 968 (Paulista) - Unidade II: Rua Frei Caneca, 33 (Consolação) - (11) 3262-0621 - Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Animais de estimação

Psicologo para tratar relacao com animal estimacaoEntrevista cedida para Jornal Supera BR

Importância dos animais na psique humana

Os animais de estimação ajudam na qualidade de vida das pessoas com deficiência

Os animais de estimação podem ajudar na qualidade de vida de qualquer pessoa. O contato com vida, seja com pessoas, animais ou plantas, poderá ser um fator de toca afetiva interessante. Acredito que as pessoas com deficiência são especialmente beneficiados pelo contato com os animais pois são seres que oferecem carinho sem preconceitos, não desprezam pessoas devido aparência nem grau de inteligência, a única coisa que parece importar para que um animal é que ele também receba carinho.

Um animal costuma interagir de forma muito rápida com uma pessoa, diferente de algumas pessoas que muitas vezes precisam saber quem o outro é, de onde veio, qual a família, que escola estudou e depois disso tudo decide se dedicará algum tempo no relacionamento com esta pessoa.

Mudanças de comportamento percebidas nas pessoas que têm animais de estimação

O animal de estimação ode ser visto como quase um bebe, que precisa ser cuidado, alimentado, colocado em local limpo e aquecido. Sendo assim o proprietário de um animal de estimação pode ser visto como quase uma mãe ou pai, com toda a aura de proteção que as mães e pais tem.

O contato com animal pode desenvolver a necessidade de proteger, cuidar e treinar o animal – estes comportamentos são muito bem vindos pois desenvolvem habilidades que podem ser aplicadas em qualquer outro ambiente como por exemplo o profissional e o familiar.

O único prejuízo psicológico pode ocorrer quando este animal passa a ocupar um espaço muito maior do que lhe cabe, como por exemplo quando a pessoa deixa de manter contato com outras pessoas por causa do animal, conversando o dia todo com o animal mas pouco conversa com outras pessoas, ou passa a ter comportamentos exagerados humanizando demais o animal como por exemplo dando comida na boca sem necessidade, etc.

Como deve ser o contato das pessoas com deficiência com os animais

Pode ser facilitado com o intermédio de outras pessoas o para que não tenham medo dos animais, caso a família perceba que há algum receio por parte deste deficiente pode-se fazer aproximações em pequenos passos. Podemos explicar que animal é este e como ele se comporta para que o deficiente não tome sustos com reações normais do animal, talvez mostrar que trata-se de um ser vivo que gosta de carinho.

Cada família deve escolher o animal que cabe em seu orçamento e espaço. Há quem consiga ter um cavalo mas outros só comportam um cãozinho, não importa, todo animal pode ser bem vindo.

É necessário lembrar que, normalmente, animais tem menos tempo de vida que pessoas. Este poderá ser o momento de ensinar ao deficiente sobre a finitude da vida de forma que ele aprenda a lidar com obstáculos aos quais não temos controle.

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

Animal estimacaoEntrevista cedida para o Site Viver +50

Motivos para adotar um animal de estimação

Alguns estudos dizem que animais provocam sensações positivas nas pessoas. Por quê?

Caso a pessoa goste de animais estes provocarão sensações positivas.

A razão para uma pessoa não gostar de animais poderia ser vivencias anteriores frustrantes ou ameaçadoras (reais ou emocionais) envolvendo animais, como por exemplo alguém que queria possuir um animal mas foi frustrada em seu desejo ou pessoas que passaram por situações de medo envolvendo animais. Outra motivo para alguém não gostar de animais poderia ser por exemplo a sensação de incapacidade em cuidar de outros seres por não se sentir competente ou por hábil.

Caso não haja nenhuma restrição emocional envolvendo animal as pessoas costumam se apegar a algo que inspire cuidados. O ato de cuidar cria vínculos emocionais muito intensos e positivos. Sempre ouvimos a frase “mãe é quem cria”, a verdade nesta frase está no vinculo forte entre a pessoa que cuida e a que é cuidada.

Quais são os principais benefícios dessa interação para a saúde das pessoas, especialmente da terceira idade?

Observar seu animal feliz e bem nutrido pode trazer ótimas sensações de eficácia, o que pode elevar a auto estima. O animal pode oferecer oportunidade de manter vinculo continuado com um ser que não irá embora, como seria natural com os filhos pois a ordem natural da vida é que os filhos casem e/ou saiam de casa. O animal pode oferecer sensação de aconchego e de pertencimento – onde um pertence ao outro.

Os animais podem ajudar um idoso a sair de uma depressão?

Pode ser um ponto positivo no tratamento para depressão, mas em alguns casos pode também não funcionar pois o animal exige certa responsabilidade e comprometimento, pois não se pode deixar o animal sem comer ou sem interagir com ele (em caso de cães por exemplo) e estas tarefas pode se tornar um fardo para alguns depressivos.

Mas de forma geral o animal oferece oportunidade de troca de afeto, o que pode ajudar o estado de humor de uma pessoa.

Claro que jamais pensaríamos que um animal seria o tratamento completo para depressão, a busca por um profissional capacitado seria imprescindível.

Além de cachorros, quais outros bichinhos podem fazer bem para um idoso, por exemplo, dentro de casa?

Todos. Alguns interagem mais como um gato, outros menos como peixes ou tartarugas. Acredito que cada pessoa tem um perfil com características que podem casar melhor com um ou outro animal.

Marisa de Abreu Alves
Psicóloga
CRP 06/29493


psi2

Escolha aqui seu Psicólogo - Quanto custa a psicoterapia? - Informações gerais
Consulta com psicólogo - Agende aqui

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.
Escolha aqui seu Psicólogo
Quanto custa a psicoterapia
Informações gerais
Consulta com psicólogo
Agende
aqui

AGENDE SUA CONSULTA

(11) 3262-0621 / Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Unidade I

Rua Bela Cintra, 968
(Av. Paulista)

Unidade II

Rua Frei Caneca, 33
Centro - SP