Para agendar sua consulta
entre em contato:
(11) 3262-0621 / (11) 99787-4512.

Unidade I: Rua Bela Cintra, 968 (Paulista) - Unidade II: Rua Frei Caneca, 33 (Consolação) - (11) 3262-0621 - Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Sou tímida(o) e agora? O que fazer?

A timidez pode ser um empecilho em nossas vidas. Na esfera social, profissional e amorosa ser tímido(a) pode se apresentar como um obstáculo virtualmente intransponível.

Conversar com alguém, trocar experiências, questionar uma regra no ambiente em que se encontra, “se colocar” diante de outros pode, mesmo quando imaginado, causar calafrios em algumas pessoas.

Pessoas com altos níveis de timidez naturalmente temem e se preocupam com situações sociais e possíveis rejeições. A sensação de timidez estará relacionada às expectativas da presença de vínculos sociais punitivos, como rejeição e solidão.¹

Enquanto indivíduos com timidez podem suportar interações sociais com certo desconforto e angústia, uma situação de alta pressão pode fazer com que o(a) tímido(a) busque meios de comunicação com menor presença de sinais visuais e físicos.¹

Algumas pesquisas recentes propõem a noção de que a Internet oferece às pessoas tímidas uma zona mais segura para buscar gratificação emocional e social, resultando nelas gravitando em direção às experiências sociais virtuais.

As pessoas tímidas têm dificuldades em ter relações face a face e, portanto, buscam meios alternativos para sanar essa lacuna afetiva.

Uma tendência atual é o(a) tímido(a) se comunicar com os outros e expressar seus sentimentos e pensamentos com a ajuda da Internet. Lembrando que, atualmente, as pessoas não só acessam a Internet através de computadores, mas também através de telefones celulares.

Uma pesquisa de 2014 mostrou que a sensação de timidez entre as pessoas pesquisadas era associado ao uso problemático de telefones celulares. Indicativamente, quanto mais tímida a pessoa maior o uso problemático do celular. ¹

O que fazer para lidar com a timidez, e talvez, até se livrar dela? Na literatura científica existe a investigação e registro de terapias bem-sucedidas de diferentes teorias psicológicas. Desde envolver e modificar ideias e pensamentos até comportamentos e exposição gradual a situações que causem ansiedade no tímido(a).²

Identificar a timidez e suas manifestações é uma parte crucial na psicoterapia para desenvolver uma abordagem individualizada. A pessoa tímida pode tentar fazer esses pequenos exercícios de auto-observação da sua relação com os outros e a influência da timidez nessa relação exterior e interiormente.

E se puder contar com o auxílio profissional de um(a) psicólogo(a) tanto melhor! Lembrando que dependendo do impacto de timidez na sua vida talvez ela já tenha se tornado uma fobia social, uma patologia, e aí a participação de um(a) profissional é importante para encontrar um jeito mais leve de se estar no mundo.

Marisa de Abreu

Psicóloga

CRP 06/29493

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

Referências:

1 Ang, C.-S., Chan, N.-N., & Lee, C.-S. (2017). Shyness, Loneliness Avoidance, and Internet Addiction: What are the Relationships? The Journal of Psychology, 152(1), 25–35. doi:10.1080/00223980.2017.1399854

2 OLIVARES, José et al. Timidez y fobia social en niños y adolescentes: un campo emergente. Psicología Conductual, v. 10, n. 3, p. 523-542, 2002.



psi2

Escolha aqui seu Psicólogo - Quanto custa a psicoterapia? - Informações gerais
Consulta com psicólogo - Agende aqui

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.
Escolha aqui seu Psicólogo
Quanto custa a psicoterapia
Informações gerais
Consulta com psicólogo
Agende
aqui

AGENDE SUA CONSULTA

(11) 3262-0621 / Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Unidade I

Rua Bela Cintra, 968
(Av. Paulista)

Unidade II

Rua Frei Caneca, 33
Centro - SP