Para agendar sua consulta
entre em contato:
(11) 3262-0621 / (11) 99787-4512.

Unidade I: Rua Bela Cintra, 968 (Paulista) - Unidade II: Rua Frei Caneca, 33 (Consolação) - (11) 3262-0621 - Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Os tipos de fobias mais comuns

O que se costuma chamar de fobia é, sumariamente, um medo exacerbado de algo ou uma situação que pode ou não ser específica. O medo e suas reações físicas e psicológicas, assim como a ansiedade estão presentes nas fobias. Mas nas fobias tais sensações são muito frequentes e/ou muito fortes e podem ser prejudiciais à qualidade de vida da pessoa¹.

Os tipos de fobias mais comuns são²:

  • Agorafobia: medo de espaços (ambientes) amplos, multidões, locais de difícil saída;  
  • Fobia social: medo de falar, escrever e/ou comer em público, envolver-se em relacionamentos afetivos;
  • Fobias específicas: as fobias existentes mais comuns podem ser divididas em alguns tipos: fobia do tipo animal (p. ex., aranhas, cães, cobras), fobia do tipo ambiente natural (p. ex., altura, tempestade, ruídos altos) fobia do tipo sangue, injeção, tipo de ferimento (p. ex., sangue, dor, procedimentos médicos invasivos), fobia do tipo situacional (p. ex., lugares fechados, lugares abertos, elevadores, aviões) e do tipo outros (p. ex., vômitos, engasgar, doenças)³.

A fobia específica é um dos transtornos ansiosos mais comuns, com prevalência de até 16% em indivíduos com mais de 65 anos³.

Segundo o Manual de Diagnóstico e Estatística dos Transtornos Mentais (DSM-V )4 uma característica do transtorno de fobia específica é que o medo ou a ansiedade está circunscrito na presença de uma situação ou objeto particular, denominado estímulo fóbico. O medo, ansiedade ou esquiva é persistente, geralmente com duração mínima de seis meses.

A fobia específica segundo o DSM-V é ocasionalmente desenvolvida após um evento traumático, por observação de outras pessoas que passam por um evento traumático, por um ataque de pânico na situação temida, entre outros fatores. No entanto, muitas pessoas que possuem fobia específica não lembram do evento desencadeador da fobia5.

Após analisar a bibliografia especializada uma pesquisa6 recente concluiu  que a fobia de sangue, injeção, e ferimentos, é altamente prevalente na população.

A fobia social é outro tipo comum de fobia, também chamado de transtorno de ansiedade social, é o terceiro problema de saúde mental mais comum, depois da depressão e do abuso de álcool. É um dos transtornos mais comuns na infância fazendo a criança se sentir incomodada e/ou com medo em situações nas quais está próxima de outros indivíduos, interagindo ou sendo observada por eles7.

Muitas vezes confundida com timidez  a fobia social é um transtorno mental que traz extremo sofrimento e impactos para a pessoa7.

A fobia não é qualquer medo e sua reação natural a uma ameaça. É uma questão de saúde que precisa de diagnóstico e tratamento adequados.

Marisa de Abreu Alves

Psicóloga

CRP 06/29493

Agende sua consulta >> Ligue no (11) 3262-0621 ou clique aqui

1 CASTILLO, Ana Regina GL, et al. Transtornos de ansiedade. Revista Brasileira de Psiquiatria 22 (2000): 20-23.

2 DE CAMARGO, D. A. et al. Occupational Psychiatry 1: Historical And Conceptual Aspects [psiquiatria Ocupacional I: Aspectos Históricos E Conceituais]. Jornal Brasileiro de Psiquiatria, 2004.

3 SILVA, Ana Beatriz B. Mentes ansiosas: medo e ansiedade além dos limites. Rio de janeiro: Objetiva, 2011.

4 AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION (APA). 2013. Diagnostic and statistical manual of mental disorders, 5 th edition – DSM-V. 2014.

5 GUIMARÃES, Ana Margarida Voss et al. TRANSTORNOS DE ANSIEDADE: UM ESTUDO DE PREVALÊNCIA SOBRE AS FOBIAS ESPECÍFICAS E A IMPORTÂNCIA DA AJUDA PSICOLÓGICA. Ciências Biológicas e da Saúde | Maceió | v. 3 | n.1 | p. 115-128 | Novembro 2015 |

6 D'EL REY, Gurtavo J. Fonseca; PACINI, Carla Alessandra. PREVALÊNCIA DA FOBIA DE SANGUE-INJEÇÃO-FERIMENTOS EM AMOSTRA DA POPULAÇÃO DE SÃO PAULO-SP. Psicologia Argumento, [S.l.], v. 23, n. 43, p. 53-59, nov. 2017. ISSN 1980-5942.

7 SANTOS, Leonardo Ferreira dos; PIRES, Emmy Uehara. Fobia Social em adolescentes: Repercussões Acadêmicas. Revista de Psicologia da IMED, Passo Fundo, v. 8, n. 2, p. 172-184, dez. 2016. ISSN 2175-5027






psi2

Escolha aqui seu Psicólogo - Quanto custa a psicoterapia? - Informações gerais
Consulta com psicólogo - Agende aqui

*O material deste site é informativo, não substitui a terapia ou psicoterapia oferecida por um psicólogo.
Escolha aqui seu Psicólogo
Quanto custa a psicoterapia
Informações gerais
Consulta com psicólogo
Agende
aqui

AGENDE SUA CONSULTA

(11) 3262-0621 / Envie Whatsapp (11) 99787-4512

Unidade I

Rua Bela Cintra, 968
(Av. Paulista)

Unidade II

Rua Frei Caneca, 33
Centro - SP